Tamanho do texto

Saldo em setembro, de R$ 4,8 bilhões, é recorde da série do Banco Central, que começou em 1995

selo

Os depósitos superaram os saques nas cadernetas de poupança em R$ 4,846 bilhões em setembro. Dados divulgados hoje pelo Banco Central mostram que o resultado do mês passado foi 166,4% superior ao registrado em agosto, quando a captação líquida das cadernetas ficou em R$ 1,819 bilhão. Na comparação com setembro de 2009, o resultado foi 38,1% maior. Em 30 de setembro, o saldo de todas as contas de poupança somava R$ 360,104 bilhões.

De acordo com o BC, os depósitos somaram R$ 99,467 bilhões em setembro. O valor foi mais que suficiente para cobrir as retiradas, que totalizaram R$ 94,62 bilhões no decorrer de setembro. Além de terminar o mês com captação líquida de R$ 4,846 bilhões, as contas existentes tiveram rendimento de R$ 1,935 bilhão no mês passado.

Setembro de 2010 foi o 17º mês seguido em que as cadernetas de poupança apresentaram captação líquida positiva de recursos. No acumulado do período, os depósitos superaram os saques em R$ 57,684 bilhões. Apenas nos nove primeiros meses de 2010, o resultado positivo soma R$ 25,745 bilhões.

O desempenho da poupança no mês passado foi o melhor para os meses de setembro desde o início da série, em 1995. De acordo com os números do Banco Central, a captação líquida de R$ 4,846 bilhões superou o recorde anterior para o mês, registrado em setembro de 2007, quando o saldo das operações ficou positivo em R$ 4,185 bilhões. Um dos motivos que pode explicar o bom desempenho do mês passado é o pagamento antecipado da primeira parcela do 13º benefício de aposentados e pensionistas do INSS, que ocorreu entre os últimos dias de agosto e os primeiros de setembro.

Se a comparação for apenas entre os meses de 2010, a captação de recursos observada em setembro foi a segunda melhor do ano, perdendo apenas para julho, quando os depósitos superaram os saques em R$ 6,836 bilhões. Normalmente, julho tem forte captação de investidores porque é mês de férias escolares e muitos trabalhadores também tiram férias no período, o que aumenta a disponibilidade de dinheiro nas famílias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.