Tamanho do texto

Meta para o ano está mantida em R$ 70 bilhões, afirma presidente

A contratação de financiamento imobiliário pela Caixa Econômica Federal alcançou R$ 53 bilhões no dia 21 de setembro, R$ 6 bilhões acima do total registrado no ano passado, de R$ 47 bilhões.

A presidente do banco, Maria Fernanda Ramos Coelho, afirmou que a meta para o ano está mantida em R$ 70 bilhões e garantiu que a situação financeira da companhia permite a execução dos projetos pelos próximos dois anos sem a necessidade de novos aportes do Tesouro Nacional (TN), o que ocorreu no final de agosto, quando o TN destinou R$ 2,5 bilhões para a instituição financeira.

"Para os próximos dois anos, temos posição boa para a execução dos projetos. Até porque a Caixa tem outras fontes de recursos", frisou Maria Fernanda, que participou de cerimônia para concessão de crédito para a execução da segunda fase da revitalização do porto do Rio de Janeiro.

A executiva disse ainda que a segunda fase do programa Minha Casa Minha Vida, que prevê a construção de dois milhões de moradias até 2014, tem possibilidade de estar disponível neste ano.

Maria Fernanda explicou que a segunda fase vai incluir não apenas moradias, mas também a integração de projetos de saneamento e áreas de mobilidade urbana, como praças.

Questionada sobre o orçamento para a segunda fase, a presidente da Caixa explicou que ainda não está definido o volume de recursos, mas indicou que na primeira fase foram deslocados R$ 64 bilhões entre recursos do Orçamento Geral da União e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

"Poderá ser aproximadamente o dobro", disse Maria Fernanda. "Há um processo de negociação para que [a segunda fase] aconteça até o fim do ano", acrescentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.