Tamanho do texto

Banco de André Esteves escolheu o Bradesco, o Goldman Sachs e o JPMorgan como administradores da abertura de capital

selo

O BTG Pactual prevê enviar, na próxima semana, documentos aos órgãos reguladores relacionados à nova etapa da planejada oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações e espera precificar a venda duas semanas e meia depois disso, segundo pessoas próximas ao assunto. O banco também estuda contratar uma quarta instituição financeira como consultor para o IPO, de acordo com uma das fontes.

Leia também: BTG Pactual pode captar R$ 1 bilhão com IPO

Até agora, o BTG escolheu o Banco Bradesco, Goldman Sachs Group e JPMorgan Chase como administradores da operação. O BTG não quis comentar o assunto. Em 1º de março, o banco preencheu documentos para realizar o IPO, informando que planejava oferecer as ações, com e sem direito a voto, no Brasil e em Amsterdã.

O BTG vai emitir ações e os acionistas atuais também venderão parte de seus papéis na operação. A agência Dow Jones havia informado anteriormente que, segundo fontes, o BTG planeja vender cerca de 10% de suas ações em uma oferta que pode superar R$ 2 bilhões (US$ 1,1 bilhão). Alguns investidores dizem que o banco pode estar querendo um preço muito alto por suas ações. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.