Tamanho do texto

Londres, 10 ago (EFE)

Londres, 10 ago (EFE).- O preço do barril do Brent subiu nesta quarta-feira para os US$ 106,68, em uma sessão em que o medo da recessão econômica voltou a assombrar. De referência na Europa, o petróleo do Mar do Norte, para entrega em setembro, fechou no Intercontinental Exchange Futures US$ 4,11 mais que os US$ 102,57 da véspera. Nesta quarta-feira, o preço máximo alcançado foi de US$ 107,11 frente ao mínimo de US$ 103,56. O Brent se manteve acima da barreira psicológica dos US$ 100 em um dia em que as bolsas europeias sofreram fortes quedas arrastadas pelos bancos e na qual o Departamento de Energia dos Estados Unidos anunciou que as reservas de petróleo no país diminuíram em 5,2 milhões de barris. Pelos dados divulgados, as reservas americanas ficaram em 349,8 milhões de barris na semana passada, acima da média para esta época do ano. Depois da divulgação dos dados oficiais, o preço futuro do petróleo cru para entrega em setembro subiu US$ 1,08, para US$ 80,38 por barril (159 litros) na Bolsa Mercantil de Nova York. Pelo que se refere aos estoques de gasolina, o relatório indica queda em 1,6 milhão de barris (0,7%), ficando em 213,6 milhões de barris, frente aos 215,2 milhões de barris da semana anterior. EFE gx/dm

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.