Tamanho do texto

Comportamento oscilante de mercados internacionais afeta transações na bolsa brasileira

selo

Após dois pregões seguidos de alta nesta semana e com apenas um fechamento negativo desde o início de 2012, a Bovespa deve engatar uma realização de lucros nesta quarta-feira, já que ainda não demonstra forças para superar a marca dos 60 mil pontos. O comportamento errático das bolsas no exterior, em mais um dia de agenda econômica fraca, contribui para esse movimento, que pode ser potencializado pela queda das commodities. Às 11h16 o Ibovespa cedia 0,42%, aos 59.683,39 pontos.

Leia também:

Dólar se recupera e opera em ligeira alta pouco após abertura

Bolsas americanas mostram leve alta com melhora na confiança europeia

"Ontem ficou clara a dificuldade da Bolsa em se manter acima dos 60 mil pontos", comenta um operador da mesa de renda variável, referindo-se ao fechamento do Ibovespa aos 59.806 pontos, após ter cravado a pontuação máxima do dia, aos 60.112 pontos. Ele lembra que a marca tem um fator psicológico importante, que, se superado, pode abrir espaço para ganhos contundentes. "E ainda não é o momento para isso", pondera, "pois as incertezas persistem", acrescenta.

Os mercados internacionais também dão sinais de cansaço e oscilam entre ligeiras altas e baixas, ainda sem uma tendência definida. Porém, as bolsas europeias acentuaram as quedas após comentários do diretor de ratings soberanos da Fitch, David Riley, que disse que o Banco Central Europeu (BCE) deveria ampliar as compras de bônus da zona do euro para dar apoio à Itália e evitar um colapso do euro.

Mas as atenções dos investidores estão voltadas para os eventos econômicos previstos para amanhã, principalmente na Europa, quando o BCE anuncia sua decisão de política monetária e a Espanha e a Itália promovem leilões primários de títulos públicos. Do outro lado do Atlântico Norte, a temporada de balanços faz uma pausa hoje nos EUA, o que desloca o foco dos investidores para o Livro Bege, que o Federal Reserve publica às 17 horas.

Contudo, a Bolsa também está atenta ao comportamento do dólar em relação ao real. A moeda brasileira está entre as mais valorizadas ante a divisa norte-americana no mundo neste começo de 2012.

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.