Tamanho do texto

Depois de abrir negativo, Ibovespa volta a operar em alta

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu a segunda-feira em baixa, mas virou em seguida. Por volta de 14h17, o Ibovespa - principal índice da bolsa paulista - ganhava 0,75%, aos 60.710 pontos. Na sexta-feira, a Bolsa encerrou o pregão em alta de 3,55%.

Na Europa, as bolsas fecharam em estabilidade ou baixa nesta segunda-feira. Na Ásia , o otimismo nos mercados chineses, aliado à alta em Wall Street na sexta-feira, fez as bolsas subirem. Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 121,93 pontos, ou 0,6%, e terminou aos 19.667,76 pontos. Na China, as bolsas tiveram a maior alta porcentual diária em mais de sete meses.

Na visão dos economistas da Gradul investimentos, os investidores estão desapontados com o encontro dos líderes europeus que ocorreu na sexta-feira. "A tão aguardada reunião em Bruxelas não levou a nada novo e deixou no ar os ânimos mais exaltados", afirmam. O ideal, segundo os economistas, seria que a Europa apresentasse uma "agenda positiva", para que os investidores pudessem se reorientar.

Na agenda doméstica, foi divulgado hoje o IPC-S , que perdeu força na terceira prévia do mês, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O índice subiu 0,47% até a quadrissemana encerrada em 22 de maio, taxa menor que a apurada no IPC-S de até 15 de maio, quando avançou 0,64%. Já no boletim Focus do Banco Central, o mercado ampliou para 5,67% a expectativa para a inflação medida pelo IPCA . No documento anterior, a projeção estava em 5,54%

Dólar

O dólar comercial opera em queda de 0,43%, em seu primeiro dia negativo em oito sessões, já que fechou estável na última sexta-feira, depois de seis altas seguidas. Às 12h44 desta segunda-feira, a moeda norte-americana valia R$ 1,853 para venda.

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.