Tamanho do texto

SÃO PAULO - A expectativa de um desfecho para a crise econômica da Grécia e indicadores de desempenho misto da economia americana movimentam a atuação dos investidores no fim desta semana

. No Brasil, a proximidade do vencimento de opções sobre ações da próxima segunda-feira pode estar contribuindo para a volatilidade da bolsa brasileira na primeira etapa dos negócios. Apesar da alta das bolsas internacionais, o Ibovespa ensaiou uma virada para o campo negativo, mas já voltou a subir na jornada. Por volta das 13h10, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ganhava 0,19%, aos 60.998 pontos, com giro financeiro de R$ 2 bilhões. Com esta trajetória, contudo, o Ibovespa ainda ruma para queda semanal, de 2,7%. Em Wall Street, há pouco, o índice Dow Jones tinha valorização de 0,71%, enquanto o S&P 500 subia 0,62% e o Nasdaq se apreciava em 0,29%. A fala da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e do presidente da França, Nicolas Sarkozy, após reunião em Berlim, alimentou as esperanças em relação a um socorro à Grécia. Embora ambos compartilhem da necessidade de uma nova ajuda aos gregos, Merkel ressaltou que a Grécia deve assumir suas responsabilidades e Sarkozy pediu que o governo grego continue a implementação das reformas. Um primeiro sinal partiu das mudanças de gabinete anunciadas pelo premiê grego George Papandreou, que nomeou novo ministro das Finanças. Na agenda americana do dia, do lado negativo, a confiança dos consumidores caiu em junho mais do que o previsto. Pesquisa da Universidade do Michigan mostrou que o índice que mede esse sentimento passou de 74,3, em maio, para 71,8, neste mês. No sentido oposto, o índice econômico para os Estados Unidos do instituto Conference Board subiu mais que o esperado em maio, ao avançar 0,8%, para 114,7, após declinar 0,4% um mês antes. O analista da Socopa Corretora Osmar Camilo avalia que o ceticismo segue imperando em relação aos desdobramentos da situação grega. Segundo ele, as declarações de Merkel e Sarkozy são apenas um "respiro". "O plano de austeridade segue com dificuldade para ser aprovado. A impressão é de que os europeus estão mais dispostos a reduzir os danos da Grécia, com a reestruturação de sua dívida." De volta ao mercado brasileiro, as ações que compõem o Ibovespa operavam de maneira dividida. As maiores altas partiam, há instantes, das ações Usiminas ON (2,89%, a R$ 21,36), Brasil Telecom PN (2,85%, a R$ 14,79) e Telesp PN (2,77%, a R$ 45,53). OGX Petróleo ON ainda avançava 2,61%, a R$ 14,13, e Petrobras PN subia 0,38%, a R$ 23,38. A Petrobras Participaciones, subsidiária da estatal, anunciou hoje a compra de 50% dos direitos de blocos exploratórios no Gabão, na costa oeste da África. A diretoria da Petrobras ainda vai apresentar hoje uma nova versão do seu Plano de Negócios 2011-2015 ao conselho de administração da companhia. No campo negativo do Ibovespa, destaque para o desempenho das ações PNA da Vale (-0,28%, a R$ 42,66), e também das ações Telemar Norte Leste PNA (-1,78%, a R$ 50,09), Redecard ON (-2,16%, a R$ 22,18) e Cielo ON (-2,57%, a R$ 37,80). (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.