Tamanho do texto

Apesar de ter reduzido a intensidade das perdas no final do dia, o Ibovespa foi abalado pelo cenário externo e caiu 0,32% nesta quinta-feira

O Ibovespa marcou seu terceiro pregão negativo nesta quinta-feira, com queda de 0,32%, aos 64.871 pontos, mas reduziu consideravelmente as perdas na última meia hora de pregão, seguindo a melhora das bolsas americanas, ajudado por ações de mineração e siderurgia, que inverteram o sinal e encerraram o dia em alta. O volume financeiro somou R$ 6,966 bilhões.

Novamente o cenário externo foi decisivo para o comportamento do índice, com a divulgação do PIB americano ligeiramente abaixo do previsto e um certo ceticismo a respeito da reunião de ministros de Finanças da zona do euro, que acontece nesta sexta-feira.

Leia : Dólar encerra quinta-feira perto da estabilidade

Entre as ações mais negociadas, Vale PNA ganhou 0,83%, para R$ 41,00, enquanto Petrobras PN recuou 0,29%, para R$ 23,32. As principais altas foram: JBS ON (3,86%, para R$ 7,80), Cesp PNB (3,15%, a R$ 36,60) e Fibria ON (2,14%, para R$ 14,78). As maiores quedas ficaram com LLX ON (-3,08%, a R$ 3,45), BM&FBovespa ON (-2,99%, a R$ 14,34) e B2W ON (-2,76%, para R$ 8,11).

Nesta quinta-feira, o Departamento do Comércio dos Estados Unidos informou que o Produto Interno Bruto (PIB) do país quarto trimestre do ano passado ficou inalterado em uma estimativa de expansão de 3,0%. Embora a alta seja a mais forte em um ano e meio, ela ficou abaixo da estimativa dos economistas, de crescimento de 3,2%.

Em Nova York, o índice Dow Jones subiu 0,15%, para 13.145 pontos, enquanto o Nasdaq recuou 0,31%, para 3.095 pontos, e o S&P 500 caiu 0,16%, aos 1.403 pontos.

Mais : Brics assinam acordo de investimento e comércio em moedas locais

Depois, foi a vez da OCDE colocar pressão sobre os mercados. A organização afirmou que a Europa e a América do Norte seguirão caminhos distintos no primeiro semestre deste ano, com os cortes orçamentários reduzindo o crescimento europeu, enquanto a economia norte-americana experimentará uma expansão "robusta".

A organização disse também que, enquanto o crescimento está enfraquecendo nas economias emergentes, que foram vistas como o motor da economia mundial até há alguns meses, danos adicionais poderiam vir da recente alta dos preços do petróleo.

As bolsas europeias também fecharam em queda. O índice Stoxx Europe 600 terminou a sessão com baixa de 1,27%, aos 260,74 pontos.

(com Valor Online e Agência Estado)

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.