Tamanho do texto

Há pouco, Ibovespa registrava ganhos de 0,19%, aos 64.465 pontos

selo

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu o dia em alta, em busca dos 65 mil pontos, nível que pode engrenar os negócios locais em um canal de alta. Às 10h06 (horário de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) subia 0,19%, aos 64.465 pontos.

Diante dos sinais anêmicos da atividade no mundo desenvolvido e das perspectivas mais amenas para a inflação no Brasil, os investidores encerraram a última sexta-feira mais animados com relação à Bovespa. "A lenta retomada das economias dos Estados Unidos e da Europa e a perda de força da inflação no Brasil trazem uma leitura diferente para o cenário macroeconômico, que pode estimular uma arrancada da Bolsa", avalia o economista da Senso Corretora, Antônio César Amarante.

Contudo, o especialista ressalta que essa "puxada" não passaria de um ajuste técnico, diminuindo a diferença do desempenho do Ibovespa em relação aos principais pares internacionais. A leitura, portanto, seria de que a Bolsa voltaria a ficar atrativa - principalmente nas ações ligadas à demanda interna, como as dos setores de varejo, construção civil e bancos - o que poderia ativar migração de recursos e de posição dos investidores nos portfólios.

Como a Bolsa brasileira tem boas oportunidades de compras, a premissa para uma recuperação dos negócios locais é o capital estrangeiro que, desde maio têm mostrando entradas líquidas constantes. E, em dia de agenda econômica esvaziada, o fluxo é o principal driver para a Bolsa hoje.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.