Tamanho do texto

Investidores também se animaram com decisão do BCE em permitir que títulos gregos sejam usado como garantias em operações

selo

As bolsas europeias fecharam em alta nesta quinta-feira com o aumento das expectativas de que a Grécia consiga implementar o plano para reestruturação da dívida. No início desta tarde, uma fonte disse que a taxa de 75% de participação dos credores privados no plano para troca dos bônus gregos foi atingida na quarta-feira, o que significa que o país garantiu apoio suficiente para implementar o acordo. O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 1,56%, fechando a 264,16 pontos.

Leia também: Bovespa volta a mirar os 67 mil pontos após Copom

Também pesou de maneira positiva a decisão do conselho do Banco Central Europeu (BCE) de permitir novamente que títulos da dívida emitidos ou garantidos pela Grécia sejam usados como colaterais nas operações de crédito no sistema do euro.

No entanto, o bom humor dos mercados foi contido com a entrevista à imprensa do presidente do BCE, Mario Draghi, após a decisão da instituição de manter a taxa básica de juros em 1,0% . Ele disse que a inflação na zona do euro ficará acima da meta de 2% em 2012 e que a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) do bloco neste ano foi reduzida pelo BCE.

Outro fator negativo foi o relatório que mostrou o número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego subiu 8 mil, para 362 mil, após ajustes sazonais, na semana até 3 de março. Os economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam alta de 2 mil solicitações, para 355 mil.

Assine a newsletter do iG Economia

Na Bolsa de Frankfurt, o índice DAX subiu 2,45%, fechando a 6.834,54 pontos. Deutsche Post avançou 5,7% após propor um dividendo surpreendentemente alto para 2011 e prever resultados positivos para 2012. Henkel teve alta de 4,7% depois de a companhia informar que espera aumento das vendas e na margem de lucro em suas previsões para 2012. Deutsche Bank AG subiu 4,4% e Commerzbank AG registrou alta de 2,4%.

Em Londres, o índice FTSE avançou 1,18%, a 5.859,73 pontos. Wm. Morrison subiu 1,7% e Aviva teve alta de 1,6% após divulgarem resultados. Rio Tinto PLC teve alta de 2,7%, Vedanta Resources PLC avançou 3,7% e Antofagasta PLC subiu 3,1%.

O índice CAC 40, da Bolsa de Paris, subiu 2,54%, para 3.478,36 pontos. EADS avançou 11% após a companhia informar que o lucro líquido do quarto trimestre de 2011 dobrou para 612 milhões de euros. A empresa também disse que vai dobrar seu dividendo para 0,45 euro por ação. BNP Paribas e Société Générale tiveram alta de 3,7%. Air France caiu 0,3% após relatar um prejuízo líquido maior que o esperado.

Em Madri, o índice Ibex 35 subiu 1,78%, para 8.307,40 pontos. Em Portugal, o índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, teve alta de 1,04%, para 5.596,32 pontos. Na Itália, o FTSE MIB avançou 1,62%, para 16.664,25 pontos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.