Tamanho do texto

Volume de negociações é fraco e investidores esperam por anúncios vindos da reunião do G-20, que acontece em Seul

Os principais mercados acionários da Europa operam em queda nesta sexta-feira, após fecharem ontem no maior nível dos últimos seis meses, ajudados pela safra de balanços positivos do terceiro trimestre.

O volume de negociações é fraco e os investidores esperam por anúncios vindos da reunião de ministros de Finanças e representantes de bancos centrais do G-20, que estão reunidos em Seul, na Coreia do Sul.

No campo corporativo, as divulgações de balanços de grandes empresas não foram suficientes para animar o mercado.

As ações da Nestlé mantiveram-se estáveis mesmo após a maior companhia de alimentos e bebidas do mundo ter reportado um crescimento de 4,1% de suas vendas no acumulado até setembro, para US$ 85,6 bilhões.

A notícia de que o lucro líquido da Ericsson AB mais que quadruplicou no terceiro semestre na mesma base de comparação, para US$ 554 milhões, fez as ações da fabricante de equipamentos para telecomunicações subirem 5%.

Por outro lado, os papéis da Volvo desvalorizaram-se e chegaram a cair 1% com as vendas da empresa no trimestre abaixo das expectativas do mercado. Há pouco, em Londres, o FTSE 100 recuava 0,29%, aos 5.741,36 pontos, enquanto em Paris, o CAC 40 apresentava estabilidade, aos 3.878,67 pontos.

Em Milão, o FTSE MIB, registrava queda de 0,12%, aos 21.591,54 pontos, e na bolsa de Frankfurt, o índice DAX desvalorizava 0,4%, para 6.608,06 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.