Tamanho do texto

As bolsas europeias fecharam em forte alta hoje, guiadas por resultados melhores do que o esperado de grandes bancos da região e por dados econômicos positivos dos EUA, como o índice dos gerentes de compras (ISM), que caiu para 55,5 em julho, uma redução menor do que a esperada

selo

As bolsas europeias fecharam em forte alta hoje, guiadas por resultados melhores do que o esperado de grandes bancos da região e por dados econômicos positivos dos EUA, como o índice dos gerentes de compras (ISM), que caiu para 55,5 em julho, uma redução menor do que a esperada. O índice pan-europeu Stoxx 600 teve alta de 2,64%, para 262,09 pontos, seu maior nível de fechamento desde 26 de abril. Amanhã os investidores devem ficar de olho no dado sobre o índice de preços ao produtor (PPI) em junho na zona do euro.

O BNP Paribas, maior banco francês em termos de capitalização de mercado, anunciou que

seu lucro do segundo trimestre cresceu 31% em relação a igual período do ano passado, para 2,1

Bilhões de euros. Já o HSBC, maior banco europeu, anunciou que seu lucro líquido no primeiro semestre deste ano dobrou em relação a igual período do ano passado, para US$ 6,76 bilhões.

"Tudo tem a ver com o sentimento. As pessoas tendem a relacionar fortemente a queda nos preços das ações de bancos a um risco de default (calote), e uma alta nesses preços a uma melhora na situação econômica", disse Philipe Gijsels, diretor de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets.

Mais cedo, dados mostraram que o crescimento na China se desacelerou em julho, mas em um ritmo ordenado. A China é uma das maiores consumidoras da produção de muitas empresas mineradoras.

O índice FTSE-100, da Bolsa de Londres, fechou em alta de 2,65%, a 5.397,11 pontos, a maior alta em único dia desde o dia 6 de julho. "Hoje tudo esteve relacionado aos bancos e às mineradoras, com os dois setores subindo quase 4% na Bolsa de Londres, mostrando o forte apetite dos investidores por ativos de risco", disse a City Index. A maioria dos bancos britânicos deve divulgar seus balanços essa semana, e o bom resultado do HSBC aumenta as esperanças dos investidores de que o Barclays, o Lloyds e o RBS podem seguir essa tendência. As ações do HSBC subiram 5,26% hoje. Entre as mineradoras, a Xstrata teve alta de 5,86%, a Antofagasta, de 4,96%, a BHP Billiton, de 4,25% e a Kazakhmys, de 5,10%.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra DAX encerrou com alta de 2,34%, a 6.292,13 pontos. O Commerzbank fechou em alta de 3,47%, o Deutsche Bank teve ganho de 2,80%. As ações da Linde avançaram 3,75%, influenciadas por seus resultados do segundo trimestre. O conglomerado industrial ThyssenKrupp subiu 4,08%.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou em alta de 2,99%, em 3.752,03 pontos. O banco BNP Paribas registrou ganho de 5,27%, o Société Générale, de 4,68%, o Crédit Agricole, de 3,71% e o AXA, 3,96%. A ArcelorMittal avançou 5,86%. Uma queda nos registros de novos carros em julho reduziu os ganhos das montadoras. A Renault subiu apenas 0,76% e a Peugeot 1,41%. As quedas nas vendas já eram esperadas, devido à redução dos incentivos do governo em 1º de julho.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, terminou em alta, de 2,50%, em 21.547,84 pontos. No setor bancário, o Intensa Sanpaolo subiu 3,66%, a Banca Popolare di Milano teve ganho de 2,41%, a Banca Monte dei Paschi Siena +1,98% e o Unicredito Italiano +3,26%. A Enel subiu 1,99%. A Parmalat perdeu 0,38%. A TelecomItalia subiu 3,89%. A Finmeccanica ganhou 1,78%, após uma fonte afirmar que a joint venture da qual faz parte a sua unidade Ansaldo Breda ganhou uma disputa para fornecer 50 novos trens de alta velocidade para a operadora de ferrovias da Itália.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 3,20% em 10.835,40 pontos. O setor bancário liderou os ganhos. O Santander teve alta de 5,20%. O BBVA avançou 3,68%, após o Citigroup elevar seu preço-alvo para as ações do banco para 11,5 euros, devido a uma receita maior do que o esperado no segundo trimestre. A Gamesa foi uma das únicas que registrou queda, de 1,22%, pois a corretora Nomura reduziu o preço-alvo das ações da fabricante de turbinas eólicas para 9,5 euros.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 1,91%, em 7.512,60 pontos. A EDP Renováveis subiu 4,37%. O Banco Comercial Português teve alta de 3,03% e o Banco do Espírito Santo 2,45%. O grupo Teixeira Duarte perdeu 1,01%. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.