Tamanho do texto

Bolsas de Nova York abriram o dia em alta, após registrar perdas em quatro pregões consecutivos

selo

As bolsas de Nova York abriram o dia em alta, após registrar perdas em quatro pregões consecutivos. O foco do dia está no discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Ben Bernanke, além das notícias do mundo corporativo. Às 10h33 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,43%, o Nasdaq avançava 0,44%, e o S&P 500 tinha alta de 0,49%.

Bernanke falará nesta tarde, às 16h45 (horário de Brasília), sobre a perspectiva da economia dos Estados Unidos, que está prestes a expirar o segundo programa de alívio quantitativo (QE2, na sigla em inglês). Os investidores estarão atentos ao discurso em busca de sinais sobre como será a estratégia de saída do longo ciclo de afrouxamento monetário no país. Mais cedo, às 15h, serão divulgados os dados do crédito ao consumidor em abril.

Na Europa, o primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, disse ontem que pode realizar um plebiscito sobre o plano de austeridade de seu governo, caso isso seja necessário para obter apoio popular para as reformas. Amanhã deve ser apresentado ao Parlamento o pacote de medidas de austeridade de 28,4 bilhões de euros, visando a diminuir o déficit público a menos de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2015, de 10,5% no ano passado. 

Na agenda corporativa, destaques para notícias de lançamentos e novas tecnologias. A Apple não conseguiu causar o furor de sempre na apresentação ontem do serviço gratuito iCloud, que deve ser lançado no segundo semestre. Entre outras coisas, o serviço permitirá compartilhar links e copiar material de uso pessoal, como fotos e músicas.

A Nintendo deve mostrar hoje, em conferencia em Los Angeles, a próxima geração do Wii. Já a Sony lançou ontem o PlayStation Vita, com recursos 3D, enquanto a Microsoft lançou o novo Xbox 360 e novos jogos.

Entre as montadoras, a General Motors informou que as vendas de veículos na China caíram para 190.674 em maio, de 203.367 em abril. A Ford informou que planeja aumentar as vendas de veículos em 50% nos próximos quatro anos. No ano passado, a montadora vendeu 5.3 milhões de veículos no mundo.

A Walt Disney Co. pretende cortar 200 postos de trabalho do estúdio de filmes, citando a piora nas vendas de DVD como uma das causas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.