Tamanho do texto

Decisão da Arábia saudita de manter produção afeta ações de petrolíferas; mineradoras também recuam

As ações europeias terminaram a terça-feira em queda, com investidores à espera da ata da última reunião do Federal Reserve e commodities em baixa.

As ações de energia ficaram entre as maiores perdedoras, com o petróleo caindo após a Arábia Saudita ter sinalizado que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) vai manter os níveis de produção.

BG Group, Total e Cairn Energy recuaram entre 1,1 e 2,7 por cento.

As mineradoras também sofreram diante de preços menores para os metais. Antofagasta, BHP Billiton, Rio Tinto e Xstrata tiveram desvalorização de 0,8 a 2,6 por cento.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, caiu 0,29 por cento, a 1.071 pontos.

"Investidores estão ansiosos com a ata do Fed", resumiu Heino Ruland, estrategista da Ruland Research em Frankfurt.

"Mais detalhes do 'quantitative easing' poderiam mudar as coisas e impulsionar as ações", acrescentou.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,19 por cento, a 5.661 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,08 por cento, para 6.304 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,52 por cento, a 3.748 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,42 por cento, para 20.750 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 0,49 por cento, a 10.648 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou com oscilação negativa de 1,06 por cento, aos 7.695 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.