Tamanho do texto

Primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, diz que a inflação está sob controle em artigo publicado no jornal Financial Times

Bolsas asiática fecham com forte alta
AFP/Yoshikazu Tsuno
Bolsas asiática fecham com forte alta
As bolsas de valores asiáticas fecharam em alta nesta sexta-feira, com esperanças de que a inflação na China desacelere em breve.

As ações dos bancos chineses dispararam depois que o primeiro-ministro do país, Wen Jiabao, disse que a inflação está sendo controlada. Com isso, alguns analistas veem um rali sustentável para os mercados da Ásia, que vinham sendo pressionados pela preocupação com as pressões inflacionárias.

Em artigo publicado no Financial Times, Wen escreveu que está "confiante de que a alta dos preços estará firmemente sob controle neste ano" e que a China é "totalmente capaz de sustentar um crescimento econômico estável e rápido".

O índice referencial de Xangai ganhou 2,16 por cento, a maior alta diária desde fevereiro. Na segunda-feira, o índice caíra ao menor nível em nove meses.

O setor bancário, que tem sido grande alvo de posições vendidas em Hong Kong, deu um dos maiores impulsos ao mercado. Os papéis do Bank of China subiram 2,5 por cento e os do Commercial Bank of China se apreciaram 1,8 por cento.

O índice da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 1,34 por cento às 7h50 (horário de Brasília), com compra de ações espalhadas igualmente pelos setores. Os mercados rumavam para a primeira semana de valorização das últimas nove semanas.

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,85 por cento.

O índice de Seul subiu 1,7 por cento. Em Hong Kong, o mercado se valorizou em 1,9 por cento, enquanto a bolsa de Taiwan destoou ao recuar 0,4 por cento. Cingapura encerrou em alta de 0,73 por cento e Sydney fechou com leve ganho de 0,17 por cento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.