Tamanho do texto

Índice japonês Nikkei acumula alta de 19% e tem o melhor primeiro trimestre em 24 anos

As ações asiáticas firmaram-se e fecharam o melhor primeiro trimestre em mais de 20 anos nesta sexta-feira, regressando para um novo ano de rali antes de uma reunião que pode impulsionar os recursos para resgate na zona do euro.

O índice MSCI para a região Ásia-Pacífico com exceção do Japão ganhava 0,54% às 8h (horário de Brasília), operando em território positivo após um declínio de dois dias, mas ainda abaixo da máxima em uma semana registrada dias atrás.

O índice asiático caminha para acumular ganho trimestral de quase 12%, o melhor resultado desde o terceiro trimestre de 2010 e o melhor primeiro trimestre em 21 anos, refletindo medidas para aliviar a crise de dívida da Europa e as esperanças sobre o ritmo de crescimento nos Estados Unidos e no mundo.

O índice Nikkei do Japão caiu 0,31%, recuando da máxima de um ano registrada na quinta-feira, mas com alta acumulada de mais de 19% e caminhando para o melhor primeiro trimestre em 24 anos.

"A Europa é o maior fator de risco no segundo trimestre, com as eleições na Grécia e na França potencialmente alimentando dúvidas sobre os compromissos com reformas fiscais, caso aqueles que se opõem às medidas de austeridade vençam", disse o economista do Mizuho Corporate Bank em Tóquio, Daisuke Karakama.

Os ministros das Finanças da zona do euro, que se reunirão em Copenhague nesta sexta-feira, devem concordar em quase dobrar os recursos financeiros temporariamente, em uma ação que deve ajudar Itália e Espanha, embora a Alemanha defenda um aumento menor.

O índice de Xangai subiu 0,47%, a bolsa de Taiwan avançou 0,77 %e Cingapura ganhou 0,55%.

O índice de Seul encerrou em baixa de 0,02%, Hong Kong recuou 0,26 %e Sydney fechou com desvalorização de 0,06%.

Europa

Na Europa, as principais bolsas de valores operam no positivo. Às 8h30, o índice FTSE 100 registrava alta de 0,65%, com 5.799,25 pontos. Na Alemanha, o DAX subia 1,04% aos 6.946,77 pontos. 

Na França, a bolsa de valores de Paris tem alta de 1,31%, para 3.425,29. Na Espanha, o índice IBEX-35 avançava 1,12%, para 7.999,90. Por sua vez, o FTSE MIB de Milhão tinha alta de 0,64%, a 16.011,10 pontos.

* Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.