Tamanho do texto

Em Tóquio, índice Nikkei teve variação de 0,1%, com ações de exportadoras e balanços

selo

Os principais mercados asiáticos fecharam em queda nesta quarta-feira. A maior parte das bolsas sofreu com a realização de lucros e com a alta do dólar. A valorização da moeda norte-americana ganhou força após o "Wall Street Journal" informar que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) está prestes a aplicar outra rodada de estímulos monetários na semana que vem, e que pode optar por um programa de compras de Treasuries de poucas centenas de bilhões de dólares, bem menos do que os quase US$ 2 trilhões do programa lançado durante a crise financeira.

Em Hong Kong, a alta do dólar pesou sobre as ações do setor de commodities e levou o índice Hang Seng a cair 1,9%, fechando aos 23.164,58 pontos.

 Na China, as bolsas também fecharam em queda. O declínio foi liderado pelas empresas de metais, por conta da baixa no preço doméstico das commodities devido ao fortalecimento do dólar. Também houve realização de lucros nas montadoras e companhias aéreas. O índice Xangai Composto perdeu 1,5% e terminou aos 2.997,05 pontos. O índice Shenzhen Composto caiu 1% e encerrou aos 1.289,19 pontos.

 O yuan teve queda acentuada diante do dólar, seguindo a tendência global de valorização da divisa norte-americana. O Banco do Povo da China (banco central) surpreendeu o mercado com a elevação da paridade central de 6,6762 yuans para 6,6912 yuans, próxima à máxima de um mês, o que também contribuiu para o declínio da moeda chinesa. No mercado de balcão, o dólar fechou em 6,6806 yuans, de 6,6627 yuans de terça-feira.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em baixa, no embalo dos demais mercados regionais, com os investidores realizando lucros após a maior pontuação em nove meses registrada na véspera. O índice Taiwan Weighted caiu 0,6% e fechou aos 8.291,04 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, encerrou o pregão em baixa, com os investidores aguardando os balanços de grandes empresas e na expectativa da reunião do Comitê Federal do Mercado Aberto dos EUA (Fomc, na sigla em inglês), que será realizada na semana que vem. O índice Kospi caiu 0,5% e fechou aos 1.909,54 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney perdeu terreno após a divulgação de dados amenos sobre a inflação, o que derrubou a cotação do dólar australiano. O índice S&P/ASX 200 recuou 0,9% e terminou aos 4.648,1 pontos.

Nas Filipinas, a Bolsa de Manila fechou o dia em leve alta, com a maioria dos investidores à margem dos negócios, na expectativa dos resultados corporativos do 3º trimestre. O índice PSE subiu 0,1%, fechando aos 4.285,07 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve baixa, uma vez que os investidores realizaram lucro à espera da reunião do Comitê do Mercado Aberto do Fed (Fomc) na próxima semana. O índice Straits Times cedeu 1,2% e fechou aos 3.124,38 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 0,8% e fechou aos 3.624,46 pontos, pressionado pelo fraco fechamento das demais bolsas asiáticas e pela desvalorização da rupia.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, cede 1,2% e fecha aos 983,96 pontos, pressionado pela baixa nos mercados regionais e do DJ futuro.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,1% e fechou aos 1.504,37 pontos, recuando de alta intraday por realizações de lucros dos lucros havidos durante a manhã. As informações são da Dow Jones .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.