Tamanho do texto

Algumas bolsas se beneficiaram da alta em Wall Street, enquanto outras reagiram negativamente aos números da economia chinesa

selo

Os mercados da Ásia encerraram sem sinal definido nesta quarta-feira. Enquanto algumas bolsas da região se beneficiaram da alta em Wall Street, outras reagiram negativamente aos números da economia chinesa. 

Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, onde os investidores avaliaram que as contínuas medidas de aperto ao crédito por parte de Pequim irão resultar na redução do crescimento econômico chinês. O índice Hang Seng caiu 152,23 pontos, ou 0,68%, e terminou aos 22.343,77 pontos. 

Na China, as bolsas apresentaram queda, após o último aumento na taxa de reserva bancária. Os investidores mostraram preocupação de que outras medidas de aperto monetário possam ser adotadas pelo governo para conter a inflação. O índice Xangai Composto caiu 0,9% e terminou aos 2.705,43 pontos. O índice Shenzhen Composto também caiu 0,9% e fechou aos 1.118,17 pontos. 

O yuan caiu ante o dólar por conta da demanda corporativa pela divisa americana para liquidação de importações e meio ao fortalecimento do dólar no ocidente. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,4822 yuans, de 6,4803 yuans do fechamento de ontem. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,4796 yuans, de 6,4822 yuans ontem. 

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, encerrou o dia estável, com a perda na peso pesado de tecnologia HTC anulando os ganhos de outras empresas, em sessão inicialmente influenciada pelos bons resultados em Wall Street. O índice Taiwan Weighted subiu apenas 0,03% e fechou aos 8.831.45 pontos. 

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul avançou 0,5% e fechou aos 2.086,53 pontos, impulsionado pela caça às pechinchas. 

O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney, na Austrália, perdeu 0,4% e fechou aos 4.566,8 pontos, após declarações do presidente do banco central do país e do fechamento negativo das bolsas da China. O presidente do Reserve Bank of Australia (RBA, banco central australiano), Glenn Stevens, declarou que "em algum momento" deve ser necessário mais um aperto da política monetária. 

Nas Filipinas, a Bolsa de Manila fechou em alta, seguindo os ganhos do mercado norte-americano. O índice PSE avançou 1,48% e terminou aos 4.201,38 pontos. 

A Bolsa de Cingapura terminou fechou estável em meio aos resultados mistos nos mercados regionais, depois que o aperto chinês somado a um cenário macroeconômico global pessimista pesou sobre o sentimento nas sessões recentes. O índice Straits Times perdeu 2,57 pontos e terminou aos 3.054,82 pontos. 

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 0,6% e fechou aos 3.794,25 pontos, liderado por compras de papeis em oferta de bancos e companhias relacionadas a produtos de consumo na expectativa de fortes ganhos no primeiro semestre. 

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 0,5% e fechou aos 1.030,31 pontos, com os investidores de lado em meio a crescentes preocupações sobre a situação política local após as eleições de 3 de julho. 

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, ganhou 0,5% e fechou aos 1.556,19 pontos, com papeis de construção, imobiliários, petróleo e gás liderando os ganhos. As informações são da Dow Jones .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.