Tamanho do texto

Após terem aberto em leve alta, principais índices europeus operam em queda

A maioria dos mercados da Ásia terminou no campo negativo - não houve negociações na Indonésia por ser feriado. Nesta sexta-feira, as bolsas da região sofreram com a divulgação de dados preocupantes da China e da zona do euro, que espalharam dúvidas e renovaram os temores sobre a redução do crescimento econômico global.

Este foi o exemplo na Bolsa de Hong Kong, que apresentou o quinto pregão de queda das últimas seis sessões. O índice Hang Seng perdeu 232,76 pontos, ou 1,1%, e encerrou aos 20.668,80 pontos - na semana, o índice acumulou queda de 3%.

Já as Bolsas da China estenderam as perdas em virtude do aumento dos temores de desaceleração do crescimento doméstico. O índice Xangai Composto caiu 1,1% e terminou aos 2.349,54 pontos - na semana, o índice acumulou baixa de 2,3%, o pior resultado semanal de 2012. O índice Shenzhen Composto perdeu 1,8% e encerrou aos 952,80 pontos.

O yuan fechou em baixa ante o dólar devido a forte demanda pela moeda americana por empresas, apesar dos esforços do banco central em conduzir a divisa chinesa a alta via taxa de referência diária. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3078 yuans, de 6,2997 yuans ontem. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,2891 yuans, de 6,3004 yuans na véspera.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em alta, mas os investidores ainda permanecem cautelosos sobre os resultados que serão alcançados neste primeiro trimestre e à espera do "mês do consumidor", em abril, na China. O índice Taiwan Weighted subiu 0,21% e terminou aos 8.076,61 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou praticamente estável, amparada pelos ganhos de empresas químicas e da Samsung Electronics, que esperam que a China introduza mais medidas de estímulo ao consumo doméstico. O índice Kospi subiu apenas 0,04% e terminou aos 2.026,83 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou em leve baixa, após a divulgação de dados preocupantes da China e da UE. O índice S&P/ASX 200 caiu 0,08% e terminou aos 4.270.39 pontos.

Em consolidação de mercado, a Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou praticamente estável. O índice PSE deslizou apenas 0,02% e terminou aos 5.042,44 pontos, em sessão instável.

A Bolsa de Cingapura terminou em alta, em contraste com as demais regionais por causa de procura por papeis baratos e devido ao recuo na inflação. O índice Straits Times subiu 0,4% e fechou aos 2.990,08 pontos.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, ganhou 0,3% e fechou aos 1.194,44 pontos, com suporte pelos corretores de imóveis e possíveis liquidações de fundos estrangeiros.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, avançou 0,2% e fechou aos 1.585,83 pontos, com procura por papeis do setor agrícola. As informações são da Dow Jones

Europa

As mudaram de rumo após terem aberto em leve alta. Na Inglaterra, o índice FTSE 100 opera com leve baixa de 0,05%. Na Alemanha, a bolsa de valores opera com queda de 0,12%, nesta manhã.

Na Itália, o índice FTSE MIB registra baixa de 0,39%, enquanto o índice IBEX MIB, da Espanha, registra queda de 0,98%. Na França, o índice CAC 40 recua 0,33%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.