Tamanho do texto

Sinalização de juro baixo nos EUA por algum tempo teve impacto nos negócios na região

As principais bolsas da Ásia fecharam o pregão de hoje em terreno positivo, impulsionadas pelo discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, realizado ontem, em Washington. Bernanke sinalizou que as taxas de juros devem ser mantidas em níveis extremamente baixos por algum tempo e demonstrou certo otimismo em relação ao ritmo de recuperação da economia americana.

O índice Nikkei 225, principal da bolsa de Tóquio, liderou os ganhos da Ásia e fechou em alta de 2,36%, aos 10.255,15 pontos, o maior ganho percentual na variação diária em mais de cinco anos. Após os comentários do presidente do Fed, foi observado um enfraquecimento do iene, o que exerceu uma pressão positiva nas ações de muitas exportadoras do país. Os papéis da Toyota subiram 3,60% e os da montadora Honda ganharam 3,48%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng ganhou 1,83%, aos 21.046,91 pontos, e o Kospi, principal índice de Seul, subiu 1,02%, aos 2.039,76 pontos. Na contramão, o Shanghai Composto caiu 0,15%, aos 2.347,18 pontos. A leve queda foi influenciada pela divulgação dos dados do escritório de estatísticas do país informando que os lucros dos maiores grupos industriais da China caíram 5,2% nos dos primeiros meses do ano.

Europa

As bolsas europeias abriram em alta nesta terça-feira. Na Inglaterra, o índice FTSE 100 opera com alta de 0.43%. Na Alemanha, a bolsa de valores opera com alta de 0.88%, nesta manhã.

Na Itália, o índice FTSE MIB registra alta 0.75%, enquanto a bolsa de valores da Espanha registra alta de 0.99%. Na França, o índice CAC 40 opera com alta de 0.70%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.