Tamanho do texto

Mercado local foi impulsionado por notícia de que governo vai cortar as cotas de exportação de metais raros

selo

Os principais mercados da Ásia fecharam em alta nesta terça-feira, ao passo que bolsas menores voltaram a sofrer com a realização de lucros. Na Coreia do Sul, a transportadora marítima STX Pan Ocean viu suas ações fecharem em alta depois de anunciar um contrato de US$ 5 bilhões com a Fibria Celulose.

No embalo dos ganhos em Wall Street e na China, a Bolsa de Hong Kong teve boa elevação, liderada pelo conglomerado Citic Pacific, que disparou 7,4% e atingiu seu maior nível desde janeiro após o Citigroup elevar seu rating. O índice Hang Seng subiu 294,35 pontos, ou 1,3%, e terminou aos 23.763,73 pontos.

A Bolsa de Xangai, na China, obteve a maior pontuação em quase seis meses, liderada pelas empresas de metais, após notícia de que o governo irá cortar as cotas de exportação de metais raros. O índice Xangai Composto subiu 1,6% e terminou aos 3.001,85 pontos, o maior fechamento desde 21 de abril. O índice Shenzhen Composto ganhou 3% e encerrou aos 1.231,70 pontos.

O yuan teve novamente ligeira desvalorização sobre o dólar, por conta da política do Banco Central chinês de manter o câmbio baixo e da alta da moeda norte-americana em relação a outras unidades. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,6447 yuans, de 6,6441 yuans do fechamento de segunda-feira. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,6553 yuans, de 6,6541 yuans de ontem.

Já a Bolsa de Taipé, em Taiwan, encerrou em baixa, estendendo as perdas de 1,8% registradas na véspera e influenciada pelo recuo das ações do setor de tecnologia. O índice Taiwan Weighted caiu 0,2% e fechou aos 8.046,23 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em baixa pelo segundo dia seguido, sob pesada pressão de vendas institucionais, motivadas por realizações de lucros. A recuperação do dólar diante da moeda local, o won, também contribuiu para retrair os investidores. O índice Kospi recuou 0,97% e encerrou aos 1.857,32 pontos.

Na Bolsa de Sydney, na Austrália, a alta foi limitada pela cautela dos investidores ante o mergulho das ações da Apple e da IBM no "after hours", depois de as empresas terem divulgado seus resultados do terceiro trimestre. O índice S&P/ASX 200 teve ganhos de apenas 0,1%, fechando aos 4.655,7 pontos.

O índice PSE da Bolsa de Manila, nas Filipinas, encerrou o pregão com perda de 0,6%, terminando aos 4.191,25 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve ligeira alta, ajudada por expectativa de que o Fed lançará novo round de afrouxamento quantitativo para sustentar a economia americana. O índice Straits Times ganhou 0,3% e fechou aos 3.192,29 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 0,7% e fechou aos 3.592,78 pontos, com ganhos em várias blue chips em meio a expectativas de fortes lucros em nove meses.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, teve alta de 0,5% e fechou aos 989,27 pontos, em meio a moderados negócios uma vez que muitos investidores permaneceram de lado antes da reunião de política monetária do banco central quarta-feira. As grandes ações do setor de energia contribuíram para a alta.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,5% e fechou aos 1.488,65 pontos, com as ações do setor imobiliário liderando os ganhos após o governo anunciar medidas para incrementar a área no orçamento de 2011. As informações são da Dow Jones .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.