Tamanho do texto

Medidas drásticas do Banco do Japão enfraquecem iene e impulsionam ações de bancos

selo

A Bolsa de Tóquio fechou em alta depois que o Banco do Japão (BoJ, banco central) tomou drásticas medidas de afrouxamento da política monetária que serviram para enfraquecer o iene e impulsionar as ações de bancos, como Sumitomo Mitsui Financial Group, bem como da Sony e de outras empresas exportadoras. O índice Nikkei 225 subiu 137,70 pontos, ou 1,5%, e fechou aos 9.518,76 pontos. Foi o maior ganho porcentual desde 15 de setembro.

O pregão abriu em baixa, mas as ações subiram fortemente logo depois que o banco central superou as expectativas ao reduzir sua taxa básica de juros "overnight call rate" para uma faixa de 0% a 0,1% e criou um fundo de 5 trilhões para comprar ativos financeiros, incluindo bônus de longo prazo do governo e commercial papers. "A medida deixou a impressão de que (o BoJ) enfrentou um grau significativo de pressão do governo", disse Fumiyuki Takahashi, estrategista do Barclays Capital. "Há o risco reduzido de que o iene vá se acelerar mais daqui por diante."

Mas Takahashi acrescentou que o Nikkei pode não conseguir chegar aos 9.700 pontos nesta semana, em meio às preocupações que ainda permanecem com relação às empresas japonesas, com o dólar negociado abaixo dos 84 ienes.As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.