Tamanho do texto

Índice Nikkei 225 fechou no menor nível dos últimos 15 meses; riscos de deflação preocupam investidores

selo

A Bolsa de Tóquio fechou em queda, com o índice Nikkei 225 abaixo dos 9 mil pontos e no menor nível dos últimos 15 meses. Uma valorização do iene provocou forte movimento de vendas com ações de empresas exportadoras, como Sony e Nikon, em meio à crescente irritação do mercado com a passividade do governo em relação ao câmbio e aos riscos de deflação. O Nikkei 225 caiu 121,55 pontos, ou 1,3%, e fechou aos 8.995,14 pontos, o nível mais baixo desde 1º de maio do ano passado.

O sentimento do mercado se desgastou depois que a cotação do dólar escorregou para menos de 85 ienes, enquanto o euro afundava para 107,21 ienes, a menor desde novembro de 2001. Os investidores manifestaram frustração com o fato de o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, e o presidente do Banco do Japão (BOJ, banco central), Masaaki Shirakawa, não terem anunciado nenhuma medida específica durante uma teleconferência na segunda-feira.

"O que todos estamos pedindo é uma mensagem de que o BOJ está comprometido com esforços contínuos para estancar a valorização do iene e a deflação", disse Shun Maruyama, estrategista do Credit Suisse. Ele colocou a nova sustentação do Nikkei nos 8.500 pontos, depois que as compras de ações por parte dos fundos de pensão fracassaram em manter o índice acima dos 9 mil pontos, nível que tinha sido, por várias vezes neste ano, a principal sustentação psicológica. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.