Tamanho do texto

Investidores ficaram pouco satisfeitos com acordo do G-20 sobre necessidade de evitar "desvalorização competitiva" de suas moedas

selo

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão em baixa, pois a persistente valorização do iene diante do dólar apagou a confiança nas exportadoras, como Toyota e Canon, e anulou o impacto do salto dos papéis da KDDI que seguiu ao seu anúncio de um grande plano de recompra de ações. O índice Nikkei 225 baixou 25,55 pontos, ou 0,3%, e fechou aos 9.401,16 pontos.

O volume de negócios se aproximou da mínima de um mês, uma vez que os investidores ficaram pouco satisfeitos com o acordo fechado no fim de semana pelos países do G-20 sobre a necessidade de se evitar a "desvalorização competitiva" de suas moedas. "O fato de que nada de concreto tenha sido decidido no G-20 mostra que é difícil tanto para o Japão realizar uma intervenção nos mercados de câmbio estrangeiros quanto para os EUA realizarem um afrouxamento quantitativo de grande escala que atrairia críticas por induzir um enfraquecimento do dólar", disse Masayoshi Yano, analista da Meiwa Securities.

Como o Nikkei flutuou entre a alta e a baixa ao longo do dia, Yano acrescentou que a negociação deverá ficar sem direção até que a reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed) no começo de novembro, quando são esperadas medidas adicionais de afrouxamento. Os investidores continuaram a ficar de lado enquanto esperam uma série de balanços de empresas líderes, como Honda e Sony, ainda nesta semana. "Mas pode ser difícil que só os balanços levantem a Bolsa, por causa das perspectivas sombrias para o resto do ano fiscal", disse Masatoshi Sato, estrategista da Mizuho Investors Securities. As informações são da Dow Jones .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.