Tamanho do texto

Operação equivale a uma compra de dólares no mercado futuro e tem por objetivo conter o avanço do real

O Banco Central (BC) avisou que promoverá um leilão de swap cambial reverso nesta terça-feira. A operação equivale a uma compra de dólares no mercado futuro e tem por objetivo conter o avanço do real. De acordo com o comunicado do Departamento de Operações do Mercado Aberto (Demab), as propostas são acolhidas entre 11h e 11h15.

O BC está ofertando 34 mil contratos com apenas uma data de vencimento, 1º de setembro de 2011, movimentando até US$ 1,7 bilhão. O resultado do leilão será apresentado a partir das 11h30. Ao contrário dos leilões realizados no início do ano, em que as propostas foram acolhidas ao longo de 30 minutos, desta vez, o período será de 15 minutos.

Ontem, a autoridade monetária já havia avisado que realizaria uma consulta aos dealers do mercado, após o fechamento do mercado, para verificar a demanda por esses papeis. Este é o 19º leilão de swap cambial reverso deste ano. Essas operações já movimentaram cerca de US$ 13,5 bilhões desde janeiro.

No leilão de swap cambial reverso, a autoridade monetária dá às instituições financeiras a variação da taxa de juros (Selic) e recebe, em contrapartida, a variação do dólar. Ficando ativo no swap cambial, o BC assume para si o risco de variação do dólar e paga ao mercado a oscilação da Selic.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.