Tamanho do texto

Empresa resultante de parceira tem valor de mercado de R$ 10 bilhões

O Banco do Brasil selou a união de suas operações de seguro em alguns segmentos, como vida e veículos, com a espanhola Mapfre, dando origem ao segundo maior grupo segurador do mercado brasileiro, com valor de mercado de R$ 10 bilhões. A associação faz parte do esforço do BB de elevar a fatia dos negócios de seguro no resultado do maior banco do país dos atuais 13% para 24% em 2012.

O mercado brasileiro de seguros vem apresentando fortes taxas de crescimento nos últimos anos, mas ainda tem pouca representatividade no Produto Interno Bruto (PIB) quando comparado a outros países. No ano passado, o mercado nacional de seguros respondia por 3,4% do PIB, contra mais de 5% em países como Índia e Espanha e entre 9% e 10% nos Estados Unidos, Japão e França.

Como parte do acordo entre BB e Mapfre, válido por 20 anos, serão criadas duas holdings. A primeira integrará as atividades de seguro de vida, imobiliário e agrícola, enquanto a segunda abrigará os ramos elementares e de veículos. A Mapfre terá maioria das ações com direito a voto em ambas as holdings, mas o BB terá 74,99% do capital total da primeira e 50% na segunda.

"(O controle) tem que ser privado para dar a agilidade necessária desse mercado de seguros", disse o vice-presidente de Novos Negócios do BB, Paulo Rogério Caffarelli. Para equalizar a participação acertada por BB e Mapfre nas empresas que estão sendo constituídas, o banco federal pagará um valor equivalente a R$ 295 milhões ao grupo espanhol.

O BB estima em R$ 6,4 bilhões o valor de mercado da holding em seguros de vida, imobiliário e agrícola, e de R$ 3,6 bilhões para a responsável por ramos elementares e veículos. Em outubro passado, BB e Mapfre anunciaram os planos para a parceria que foi ratificada nesta quarta-feira.

Em 2009, os negócios do grupo Mapfre no Brasil e os do BB nos segmentos envolvidos na aliança somaram R$ 7,6 bilhões em prêmios. Juntos, BB e Mapfre assumem a liderança em seguros de vida no mercado brasileiro, com fatia de mercado de 20,2%. Antes, BB era o terceiro e Mapfre a quarta no ranking.

Em veículos, a combinação das carteiras de seguros do banco e do grupo espanhol dão origem ao segundo maior segurador de carros no país, com fatia de 16%. Individualmente, BB era o sexto e Mapfre a quarta colocada nesse ramo.

Brasilveículos

O BB também revelou acerto para comprar os 60% das ações ordinárias que não detinha da seguradora Brasilveículos, que estavam nas mãos da Sul América. Por essa parcela, o BB pagará R$ 340 milhões. O BB ainda é sócio da Sul América no ramo de seguro saúde e discute no momento o futuro da sociedade (Brasilsaúde). Além disso, precisa concluir um acordo anunciado em janeiro para integrar suas operações de capitalização às do grupo Icatu.

Em todos os acordos de reestruturação dos negócios de seguros que o BB está promovendo, o banco não será controlador, mas ficará com participação majoritária no capital total. Na semana passada, o BB divulgou a ampliação de sua joint-venture na área de previdência com a norte-americana Principal Financial, por um prazo de 23 anos.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.