Tamanho do texto

Petróleo Intermediário do Texas para entrega em março fechou cotado a US$ 99,7

O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em março fechou nesta quinta-feira em alta de 0,3%, cotado a US$ 99,7 por barril durante um dia marcado pelo enfraquecimento do dólar e no qual foram divulgados dados melhores que os estimados sobre a evolução da economia dos Estados Unidos. Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI subiram US$ 0,30 em relação ao preço de fechamento de quarta-feira.

A cotação do petróleo se viu pressionada para cima pela taxa de câmbio do dólar - moeda em que são negociados os contratos de petróleo - em relação ao euro, que no momento do fim do pregão era cotado a US$ 1,3097. A alta do barril do Texas também foi influenciada pelo anúncio do Departamento de Comércio americano de que as encomendas de bens duráveis às fábricas dos EUA aumentaram 3% em dezembro - terceiro mês consecutivo -, impulsionadas pela demanda maior de aviões civis, maquinarias e metais primários.

A esse dado - que reflete um bom ritmo de expansão da economia do país e, portanto, da demanda de petróleo - se somou o número semanal de pedidos de seguro-desemprego, que, apesar de ter subido 21 mil e ficado em 373 mil, se manteve abaixo da cota de 400 mil, que indica uma reativação do mercado de trabalho.

Os contratos de gasolina com vencimento em fevereiro subiram US$ 0,01 e fecharam valendo US$ 2,84 por galão (3,78 litros), enquanto os de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês terminaram em alta de US$ 0,04, cotados a US$ 3,05 por galão. Já os contratos de gás natural com vencimento em fevereiro caíram US$ 0,12 e encerraram negociados a US$ 2,55 por cada mil pés cúbicos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas