Tamanho do texto

O Banco Mercedes-Benz informou hoje que sua carteira atingiu novo recorde ao totalizar R$ 6,6 bilhões em setembro de 2010

selo

O Banco Mercedes-Benz informou hoje que sua carteira atingiu novo recorde ao totalizar R$ 6,6 bilhões em setembro de 2010. A instituição ressalta que o resultado representa um crescimento de 20% na comparação com o desempenho obtido em setembro do ano passado, quando a carteira do Banco era de R$ 5,5 bilhões. "Se considerarmos os últimos três anos, o Banco Mercedes-Benz deve praticamente dobrar sua carteira de empréstimos esse ano, afirma em nota o diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, Angel Martínez. Segundo o executivo, em 2007, a carteira do banco era de R$ 3,6 bilhões. O diretor acrescenta que a expectativa é de fechar 2010 com uma carteira de R$ 7,1 bilhões. A instituição informa ainda que do total registrado em setembro desse ano, as operações do Finame representam 79%; o leasing 13%; o CDC 5%; o Floorplan 2%; e o CDC Serviços, Capital de Giro e Empréstimo Pessoal 1%. Os novos financiamentos apresentaram alta de 14% de janeiro a setembro deste ano na comparação com os mesmos meses em 2009. Foram financiados R$ 2,5 bilhões no período ante R$ 2,2 bilhões no mesmo período do ano anterior. Em unidades, o crescimento foi de 16%, para 14.219 veículos Mercedes-Benz zero-quilômetro de janeiro a setembro de 2010. O CDC (Crédito Direto ao Consumidor) foi o produto com maior crescimento, 107%. Nos primeiros nove meses de 2010, foram liberados R$ 258,4 milhões por meio desta modalidade para novas aquisições contra R$ 125,1 milhões em igual período do ano anterior. Com esse resultado, a participação do produto no total de crédito liberado subiu de 6% para 10%. Mesmo com o crescimento do CDC, o Finame manteve-se como a principal modalidade do Banco Mercedes-Benz, representando 88% dos novos negócios. Foram liberados R$ 2,2 bilhões por meio desta modalidade de janeiro a setembro de 2010, um aumento de 29% em relação a igual intervalo de 2009, quando foi financiado R$ 1,7 bilhão. O Leasing foi responsável por apenas 2% dos financiamentos no período. Nos primeiros nove meses deste ano, foram negociados R$ 82,5 milhões por este produto, uma queda de 79% em comparação com os R$ 384,9 milhões liberados por meio desta modalidade de janeiro a setembro de 2009. O Banco Mercedes-Benz, desde 1996 no Brasil, atua no segmento de veículos comerciais (caminhões, ônibus e Sprinter) e de automóveis de passeio Mercedes-Benz e Smart. O banco ainda negocia o Seguro Integrado ao financiamento para seus clientes. Além disso, financia os estoques de seus concessionários. Em 14 anos de atuação no País, o Banco Mercedes-Benz alcançou mais de 41 mil contratos ativos e 82 mil unidades financiadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.