Tamanho do texto

Objetivo é evitar uma alta ainda maior do franco suíço, que ameaça a estabilidade de preços no país

O Swiss National Bank, banco central da Suíça, anunciou hoje medidas para evitar uma valorização ainda maior do franco suíço, que ameaça a estabilidade de preços no país.

Segundo comunicado, a autoridade monetária espera levar a Libor de três meses ao nível mais próximo de zero possível. Por isso, reduziu a meta da taxa de um intervalo entre zero e 0,75% para uma margem entre zero e 0,25%. Ao mesmo tempo, pretende elevar a liquidez no mercado aberto.

O objetivo é aumentar dos atuais 30 bilhões de francos suíços (cerca de US$ 38,9 bilhões) para 80 bilhões de francos suíços os depósitos à vista dos bancos.

Para isso, decidiu não promover nenhuma rolagem de dívida em poder do mercado com vencimento próximo e ainda recomprar papéis até que seja atingido o nível desejado de liquidez no sistema financeiro.

Segundo o BC suíço, desde o último relatório trimestral de política monetária a perspectiva para a economia global piorou muito.

Ao mesmo tempo, a apreciação do franco suíço se acelerou nas últimas semanas, o que "deteriorou substancialmente o cenário para a economia suíça".

A autoridade monetária do país informou ainda, no comunicado, que seguirá atenta ao desenvolvimento do mercado de câmbio e que adotará novas medidas contra o fortalecimento do franco suíço, se for necessário.