Tamanho do texto

Segundo a Receita Federal, arrecadação do IPI de carros cresceu 200% no ano até setembro em comparação a 2009 e chegou a R$ 3,8 bi

selo

Com o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para 2% na entrada de recursos estrangeiros para aplicação em renda fixa desde outubro do ano passado, a arrecadação do tributo em 2010 acumula um crescimento de 35,06%, totalizando R$ 18,825 bilhões até setembro, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira pela Receita Federal. Para conter a apreciação do câmbio, no dia 4 de outubro deste ano, a alíquota de IOF foi dobrada para 4% e ontem sofreu nova elevação, para 6%.

Já a arrecadação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de automóveis aumentou 200,72% de janeiro a setembro deste ano na comparação com o mesmo período de 2009, e chegou a R$ 3,853 bilhões. A diferença é explicada pelo fim da alíquota reduzida do tributo em 31 março deste ano.

O aumento das compras no exterior em 2010 elevou em 23,94% a arrecadação do Imposto de Importação nos nove primeiros meses de 2010 na comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 15,205 bilhões. Além disso, as receitas oriundas de IPI Vinculado nessas operações cresceram 25,77% na mesma comparação, chegando a R$ 8,090 bilhões.

Com o crescimento da produção este ano, a arrecadação de IPI de outros produtos aumentou 13% de janeiro a setembro, totalizando R$ 11,797 bilhões.

Já a arrecadação de Imposto de Renda de Pessoas Físicas acumula alta de 7,30% em 2010, com R$ 12,933 bilhões até setembro, enquanto as receitas de IRPJ apresentam desempenho 3,36% superior ao do ano passado, com um total de R$ 64,836 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.