Tamanho do texto

Alegação é que companhia permitiu que farmácias canadenses veiculassem anúncios de remédios que precisam de prescrição

O conselho de diretores do Google está sendo processado sob a alegação de que a companhia permitiu que farmácias canadenses veiculassem anúncios de remédios que precisam de prescrição médica nos Estados Unidos.

A ação judicial, registrada na Califórnia, foi movida por uma acionista do Google, que pede uma indenização de valor não revelado.

O Google deixou de exibir o conteúdo em questão em fevereiro de 2010. O caso motivou uma investigação criminal do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que foi encerrada na semana passada por meio de um acordo envolvendo o valor de US$ 500 milhões.

De acordo com o órgão, os anúncios estimularam a importação ilegal de remédios no mercado americano.