Tamanho do texto

A marca iniciou o primeiro dia útil de 2016 sendo vendida a € 43 sob o nome RACE, o mesmo que é utilizado em Nova York

Medida marca nova era para a empresa, separada da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) recentemente
DIVULGAÇÃO/FERRARI
Medida marca nova era para a empresa, separada da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) recentemente

Após o sucesso em Wall Street, a marca italiana de carros de luxo Ferrari estreou nesta segunda-feira, dia 4, na bolsa de valores de Milão. A medida marca uma nova era para a empresa, separada da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) recentemente.

O Palazzo della Borsa, na Piazza degli Affari, amanheceu com a bandeira vermelha da companhia de Maranello e dez carros icônicos da marca expostos em sua fachada.
A marca iniciou o primeiro dia útil de 2016 sendo vendida a € 43 sob o nome RACE (corrida em inglês), o mesmo usado em Nova York.

O presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, disse que, com a entrada da empresa na bolsa de Milão, "é iniciado um novo capítulo, um novo começo". O premier italiano, Matteo Renzi, por sua vez, foi ovacionado após dizer que a medida da Ferrari é um exemplo a ser seguido e que deseja neste ano que o país dê fim aos atrasos e "comece a correr mais velozmente que os demais".

Ainda segundo ele, essa é uma "oportunidade extraordinária para os investidores, para aqueles que acreditam que a beleza pode ser combinada com inovação e engenharia".
O presidente da FCA, John Elkann, e o filho do fundador da marca, Enzo, Piero Ferrari, também estiveram presentes.

Separação

A FCA e a Ferrari emitiram uma nota conjunta no último domingo, dia 3, na qual informaram que foi completada a separação das atividades das empresas. O processo de divisão havia começado em julho do ano passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.