Tamanho do texto

Maior diferença nos valores de mercado dos países ocorreu em 2009, quando brasileiras valiam 71,2% mais que mexicanas

Pregão da bolsa de valores
AP
Pregão da bolsa de valores

O valor de mercado das empresas brasileiras listadas na bolsa de valores teve um resultado 3,4% maior do que as mexicanas. Segundo dados da consultoria Economatica, na sexta-feira (30) 300 empresas brasileiras acumularam valor de mercado de US$ 514,7 bilhões ante os US$ 497,3 bilhões registrados pelas 121 empresas mexicanas com capital aberto. Essa foi a menor diferença desde 2003, quando 238 empresas brasileiras acumulavam US$ 99,5 bilhões contra US$ 97 bilhões de 94 empresas mexicanas. 

Para a Economatica, a valorização do dólar em relação ao real foi um dos motivos da queda do valor do mercado brasileiro, que está cotado próximo aos R$ 4. A Bovespa também registrou uma perda de US$ 1,01 trilhão em 54 meses. O valor atingido em setembro foi um dos piores nos últimos anos, se aproximando do resultado de 2015 quando o mercado brasileiro das empresas valia US$ 446, 6 bilhões.

Diferença de valor de mercado de empresas entre Brasil e México atingiu menor resultado em anos
Economatica
Diferença de valor de mercado de empresas entre Brasil e México atingiu menor resultado em anos

As empresas mexicanas atingiram seu maior nível em agosto de 2014, com US$ 625,7 bilhões. Já as brasileiras, tiveram seu auge em dezembro de 2011, quando atingiram 1,53 trilhão. A maior diferença entre os valores de mercado dos dois países foi em dezembro de 2009, quando o mercado brasileiro era 71,2% superior ao mexicano. No início do governo Dilma, o valor do mercado das empresas brasileiras era de US$ 1,46 trilhão.