Tamanho do texto

Votação ocorreu depois de o premiê apelar à aprovação do acordo "para o país conseguir sobreviver e continuar a lutar"

O Parlamento grego aprovou nesta sexta-feira (14), por maioria, o acordo sobre o terceiro plano de resgate, após um debate que se prolongou durante toda a noite.

Governo grego propõe medidas para superar crise econômica
Orestis Panagiotou
Governo grego propõe medidas para superar crise econômica

A votação ocorreu nesta manhã, depois de o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, ter apelado à aprovação do acordo "para garantir a capacidade do país de sobreviver e continuar a lutar".

O texto obteve 222 votos a favor, 64 contrários e 11 abstenções, segundo a agência France Press.

As longas horas de debate sobre o plano de ajuda de 85 bilhões de euros, o terceiro desde 2010, em troca de medidas drásticas de poupança, voltaram a mostrar as dissidências no seio do partido governante Syriza.

A Comissão Europeia (CE) e o Banco Central Europeu (BCE) lembraram que o acordo técnico firmado pelos credores internacionais com a Grécia para o terceiro resgate ao país está alinhado com o que foi acertado pelos chefes de Estado e de governo da zona do euro no passado, em 13 de julho.

"Esse acordo está em linha com a declaração da cúpula de 13 de julho", afirmaram as instituições, em comunicado conjunto publicado horas antes do início da reunião do Eurogrupo.

A reunião dos ministros das Finanças da zona do euro está marcada para as 14h (hora local) em Bruxelas, para discutir o terceiro resgate à Grécia, apesar das dúvidas que permanecem e da possibilidade de se optar, de imediato, por um novo empréstimo transitório.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.