Tamanho do texto

No último mês, foram licenciados 234,6 mil carros ante 185,9 mil em fevereiro; no primeiro trimestre, vendas recuaram 17%

As vendas de veículos registraram alta de 26,2% em março, ante fevereiro, segundo dados divulgados nesta terça-feira (7) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

2011:  Produção e venda de veículos batem recorde no quadrimestre

No último mês, foram licenciados 234,6 mil carros, ante 185,9 mil unidades vendidas em fevereiro. O bom resultado veio depois da queda de fevereiro, mês impactado pelo feriado do carnaval.

Leia mais:  CUT faz manifestação no centro de São Paulo contra a terceirização

Abalada com crise no governo, CUT troca shows por debate com movimentos sociais

No entanto, a volta para o campo positivo no mês passado não recupera o resultado no acumulado do ano. No primeiro trimestre, a venda de veículos novos registra recuo de 17%, caindo das 812.750 unidades no primeiro trimestre de 2014, ante 674.380 unidades no mesmo período deste ano. A produção também recuou (16,2%) no trimestre, para 663.100 unidades nesta ano, ante 791.670, no primeiro trimestre de 2014.

"O resultado do ano, até aqui, foi extremamente ruim e esperamos um segundo trimestre difícil também. Nossa revisão para 2015 reflete esse momento. Em 2015, a produção deve recuar 10%, ante 2014. Devemos produzir 2.832 milhões de veículos, enquanto as vendas devem cair 13,2%, para 3.038 milhões de unidades", informou Luiz Moan, presidente da ANFAVEA.

Segundo a primeira estimativa da entidade, a produção ficaria estável em relação a 2014, mas a economia desaquecida mudou o cenário, disse Moan. A indústria automobilística produziu 253,6 mil veículos em março. O resultado representa alta de 22,9% na produção em comparação com fevereiro ( 206, 3 mil). Na comparação com março de 2014, a produção recuou 7% ( 272,8 mil).

Por segmento, a venda de carros e comerciais leves caiu 2,1% em março em relação ao mesmo período do ano passado. Já o volume vendido de caminhões recuou 29,2%, enquanto ônibus tiveram queda de 26%.

Segundo a Anfavea, o nível de emprego nas montadoras fechou março em 140.841 postos ocupados, queda de 9,4 % sobre um ano antes (155.511 postos) e recuo de 1% em relação a fevereiro (142.317 mil).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.