Tamanho do texto

Dúvidas sobre a estratégia do BC em relação ao câmbio têm crescido à medida que a autoridade monetária mantém o ritmo de intervenções

Reuters

Dólar
Carlos Severo/Fotos Públicas
Dólar

O dólar fechou a R$ 2,40 pela primeira vez em sete meses nesta terça-feira (23). Dúvidas sobre a estratégia do BC em relação ao câmbio têm crescido à medida que a autoridade monetária mantém o ritmo de intervenções, mesmo diante da escalada recente da divisa norte-americana.

LEIA MAIS: Dólar sobe pela 4ª vez seguida e encosta em R$ 2,40

"Enquanto o BC não dá as caras, cresce a volatilidade e cresce a pressão para o dólar subir", afirmou o operador de câmbio da corretora B&T Marcos Trabbold.

O dólar subiu 0,53% nesta terça, a R$ 2,4070 na venda, após chegar a R$ 2,4149 na máxima do dia, maior nível desde 19 de fevereiro (R$ 2,4362). Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de US$ 2,1 bilhões.

Trabbold acredita que a autoridade monetária vai ampliar as intervenções no mercado de câmbio somente no próximo mês, quando ficar claro se a recente alta da divisa é sustentada ou não.

Em situações recentes similares de forte pressão de alta do dólar, o BC reagiu com o aumento da rolagem de swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares.

Neste mês, contudo, o BC tem mantido a oferta diária de 6 mil swaps para rolar os contratos que vencem em outubro, com venda integral da oferta, como fez nesta sessão. Se mantiver esse ritmo, rolará cerca de 76% do lote total, que corresponde a US$ 6,677 bilhões , proporção menor do que a rolagem do mês passado (88%).

"Pode ser uma mudança de estratégia, mas também pode ser uma postura de 'esperar para ver'. Qualquer que seja a resposta, o fato é que gera ruído nos mercados", disse o operador de câmbio de um banco internacional.

Nesta manhã, o BC também vendeu a oferta total de até 4 mil swaps pelas atuações diárias, todos com vencimento em 1º de setembro de 2015 e volume equivalente a US$ 197,5 milhões. A autoridade monetária também ofertou contratos para 1º de junho, mas não vendeu nenhum.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.