Tamanho do texto

Índice acionário encerrou o pregão de hoje aos 61.141 pontos

Bovespa
Reuters
Bovespa

O principal índice da Bovespa perdeu o fôlego ao fim da sessão e fechou em queda nesta segunda-feira, após superar os 62 mil pontos no intradia, em pregão sem o referencial de Wall Street e com o cenário eleitoral ditando o rumo dos negócios.

Leia mais:  Balança tem superávit de US$ 1,168 bilhão em agosto

Os pregões em Nova York estiveram fechados devido a feriado nos Estados Unidos pelo Dia do Trabalho. O Ibovespa terminou o primeiro pregão de setembro em baixa de 0,24%, a 61.141 pontos, após ter renovado a máxima intradia desde janeiro de 2013 ao bater 62.279 pontos no melhor momento da sessão. O volume financeiro somou R$ 6,6 bilhões.

"A ausência do fluxo externo pelo feriado nos EUA deixou o mercado à mercê da especulação local. E a semana ainda reserva vários eventos na cena eleitoral", disse o gestor Eduardo Roche da Canepa Asset Management.

O ingresso de recursos estrangeiros tem contribuído para a alta do mercado acionário brasileiro. Dados da BM&FBovespa divulgados nesta segunda-feira mostraram que o saldo de investidores estrangeiros na Bovespa no ano até o dia 28 de agosto alcançava R$ 17,885 bilhões.

O estrategista da Itaú BBA Corretora Lucas Tambellini disse que enquanto o índice acionário norte-americano S&P 500 seguir acima de 2 mil pontos, a bolsa brasileira seguirá avançando.

"Talvez mais devagar, mas (o movimento de alta) não chegou ao final... Segue o cabo de guerra entre fundamento e fluxo e por ora devemos ainda ter alegria com fluxo", afirmou.

As ações da Marcopolo, que estrearam nesta sessão na carteira do Ibovespa que irá vigorar até 2 de janeiro, avançaram 2,3%. Na nova carteira foram excluídos os papéis da MMX e Brookfield Incorporações.

Os papéis da CCR também se valorizaram após a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizar a revisão extraordinária das tarifas de pedágio de contratos de concessão de rodovias exploradas pela concessionária.

As ações da HRT, que não fazem parte do Ibovespa, chegaram a abrir em alta, mas terminaram em queda de 3,1%. A petroleira terá que devolver dois blocos na Bacia do Solimões à União, por não cumprir etapas acordadas com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), informou a autarquia à Reuters.

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.