Tamanho do texto

Índice acionário recuou 0,45%, aos 47.965 pontos; giro financeiro do pregão somou R$ 6,4 bilhões

Reuters

A Bovespa fechou em queda nesta quarta-feira (26), interrompendo sequência de sete altas consecutivas e acompanhando a trajetória negativa dos mercados americanos, depois de atingir um nível de resistência técnica.

O Ibovespa caiu 0,45%, aos 47.965 pontos. O giro financeiro do pregão somou R$ 6,4 bilhões.

-Leia também: dólar fecha em alta com atuação extra do Banco Central

O índice brasileiro chegou a subir 1% pela manhã seguindo os mercados externos, mas preocupações geopolíticas derrubaram as bolsas americanas, em movimento seguido pela Bovespa.

O índice brasileiro chegou a subir 1% pela manhã seguindo os mercados externos
Getty Images
O índice brasileiro chegou a subir 1% pela manhã seguindo os mercados externos

Os Estados Unidos e a União Europeia concordaram em trabalhar juntos por sanções mais duras contra a Rússia devido às tensões envolvendo a Ucrânia, incluindo o setor energético, para tornar a Europa menos dependente do gás russo.

O presidente dos EUA, Barack Obama, disse após encontro com autoridades da UE que o presidente russo, Vladimir Putin, está enganado se pensou que poderia dividir o Ocidente ou contar com sua indiferença em relação à anexação da Crimeia.

Com a virada de Wall Street por conta do discurso de Obama, o Ibovespa não teve forças para se sustentar em alta, depois de avançar 7,15% nas últimas sete sessões.

As blue chips Vale e Petrobras caíram 1,01% e 1,99%, respectivamente.

No sentido contrário, os papéis da rival TIM Participações subiram 4,01%, na maior alta do Ibovespa.

Ações do setor financeiro, como Bradesco e Banco do Brasil, também foram contra a corrente da bolsa e avançaram.

O Superior Tribunal de Justiça adiou para 23 de abril o julgamento sobre juros de mora referente às diferenças de rendimento nas cadernetas de poupança, em função das perdas ocasionadas pelos planos econômicos das décadas de 1980 e 1990.

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.