Tamanho do texto

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 0,67%, aos 1.306 pontos

Reuters

As ações europeias fecharam em alta nesta terça-feira (18), trocando de sinal no fim da sessão, após declarações do presidente russo, Vladimir Putin, aliviarem preocupações com a possível escalada das tensões na Ucrânia.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 0,67%, aos 1.306 pontos.

-Leia também: ações europeias fecham em alta, auxiliadas por dados dos EUA

A bolsa de valores respirou aliviada após Putin, desafiando protestos ucranianos e sanções ocidentais, assinou tratado tornando a Crimeia parte da Rússia, mas afirmou que não planeja ocupar quaisquer outras regiões da Ucrânia.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,56%, aos 6.605 pontos
Getty Images
Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,56%, aos 6.605 pontos

A notícia alimentou expectativas de que o mercado retomará o recente rali após cair por tensões geopolíticas na Ucrânia e preocupações com a desaceleração da economia chinesa.

Apesar disso, maior crise entre a Rússia e os Estados Unidos desde o fim da Guerra Fria deve manter os investidores cautelosos.

Na segunda-feira (17), os Estados Unidos e a União Europeia impuseram sanções a diversas autoridades da Rússia e da Ucrânia acusadas de envolvimento na ação militar na Crimeia.

Em LONDRES , o índice Financial Times fechou em alta de 0,56%, aos 6.605 pontos.

Em FRANKFURT , o índice DAX subiu 0,67%, para 9.242 pontos.

Em PARIS , o índice CAC-40 ganhou 0,97%, para 4.313 pontos.

Em MILÃO , o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,86%, para 21.038 pontos.

Em MADRI , o índice Ibex-35 avançou 0,77%, para 10.051 pontos.

Em LISBOA , o índice PSI20 encerrou em alta de 0,89%, para 7.516 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.