Tamanho do texto

O índice japonês Nikkei recuou 2,6%, continuando o movimento de gangorra dos últimos meses

Reuters

As ações asiáticas caíram nesta quarta-feira (12) uma vez que a incerteza econômica na China e nos Estados Unidos se somaram às tensões políticas na Ucrânia e mantiveram investidores cautelosos.

O índice japonês Nikkei recuou 2,6%,
Thinkstock/Getty Images
O índice japonês Nikkei recuou 2,6%,

O cobre chamou a atenção depois que o mercado de futuros de Xangai caiu quase 4%, ao menor nível desde 2009, em meio a preocupações sobre o potencial desmoronamento de acordos de empréstimos na China, onde o metal industrial tem sido usado como garantia.

Veja também: Crimeia, na Ucrânia, se declarará independente se referendo for aprovado

O índice japonês Nikkei recuou 2,6%, continuando o movimento de gangorra dos últimos meses, enquanto as ações australianas caíram 0,55%.

Às 7h25 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 1,32%.

Isso espelhou um desempenho fraco em Wall Street, onde dados fracos deixaram investidores sem saber se as dificuldades da economia dos EUA estavam apenas relacionadas ao clima ou se são algo mais preocupante.

A palavra de ordem é a cautela à medida que as preocupações com a situação da demanda da China continuam a pressionar as commodities industriais, particularmente o cobre e o minério de ferro. Os dois metais são usados na China como garantia em empréstimos, deixando traders e siderúrgicas vulneráveis a um aperto no crédito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.