Tamanho do texto

Índice japonês Nikkei fechou em queda de 1,0%, recuando da máxima de seis semanas registrada na sexta-feira

Reuters

Índice japonês Nikkei fechou em queda de 1,0%
Getty Images
Índice japonês Nikkei fechou em queda de 1,0%

As ações asiáticas tiveram forte queda nesta segunda-feira (10) depois que dados comerciais da China inesperadamente fracos abalaram investidores já nervosos com a crise na Ucrânia.

Às 7h31 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 1,28%, e o índice japonês Nikkei fechou em queda de 1,0%, recuando da máxima de seis semanas registrada na sexta-feira.

Veja também: Exportações da China recuam e reacendem temores de desaceleração

Investidores iniciaram a nova semana na Ásia com um tom cautela depois que dados publicados no sábado mostraram que as exportações chinesas tiveram uma queda inesperada em fevereiro, levando a balança comercial do país a um déficit e dando mais combustível aos temores de uma desaceleração na segunda maior economia do país.

Os dados da China afetaram o apetite por risco, que havia ganhado temporariamente um impulso devido à criação de emprego mais forte do que o esperado nos Estados Unidos na sexta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.