Tamanho do texto

Índice acionário recuou 1,8%, aos 46.244 pontos; giro financeiro do pregão foi de R$ 7,3 bilhões

A Bovespa perdeu quase 2% nesta sexta-feira (7), pressionada pelos setores de mineração e siderurgia, com a queda do preço do minério de ferro no exterior por preocupações relativas à China, e com crescentes tensões sobre a Ucrânia mantendo investidores globais cautelosos.

-Leia também: dólar sobe mais de 1% e volta a R$ 2,35 com tensão na Ucrânia

Ações do setor elétrico também apareceram entre as maiores quedas, devido a temores sobre os custos de energia e receio de um racionamento.

O Ibovespa recuou 1,8%, aos 46.244 pontos. O giro financeiro do pregão foi de R$ 7,3 bilhões.

Ibovespa caiu com preocupações com a China e tensão na Ucrânia
Getty Images
Ibovespa caiu com preocupações com a China e tensão na Ucrânia

As ações das siderúrgicas Usiminas, CSN e da Bradespar, que tem participação na Vale, despencaram mais de 4%. A preferencial da mineradora recuou 3,63%, para a mínima de fechamento desde julho.

Os contratos futuros do aço e do minério de ferro na China caíram a mínimas históricas e o mercado físico de minério fechou a segunda semana consecutiva em queda, refletindo temores sobre a demanda das matérias-primas no seu maior consumidor mundial.

Além disso, a fabricante chinesa de equipamentos de energia solar, Shanghai Chaori Solar Energy Science & Technology falhou em pagar os juros aos seus credores nesta sexta-feira (7), primeiro calote no mercado doméstico de bônus corporativos da China.

Ações do setor elétrico como Light e Cesp também apareceram entre as principais quedas do Ibovespa. O governo teria até terça-feira (11) para formalizar uma ajuda às distribuidoras de energia para que essas não tenham o fluxo de caixa afetado por desembolsos relacionados aos custos com geração térmica.

Na terça-feira (11), termina o prazo para que essas empresas aportem garantias financeiras na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) referentes às operações de janeiro.

Mais cedo, o Ibovespa chegou a operar no azul, seguindo a recepção positiva no exterior de dados mostrando aceleração maior que a esperada da criação de empregos nos Estados Unidos em fevereiro.

Contudo, o índice americano S&P 500 passou ao negativo, após atingir máximas recordes, e investidores mostravam-se cautelosos sobre a Ucrânia.

Esforços diplomáticos para mitigar a crise no país do leste europeu acalmaram os mercados no meio da semana, mas, com o aumento das tensões sobre a intervenção russa, investidores buscaram se proteger de potenciais confrontos durante o fim de semana.

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.