Tamanho do texto

Para mercado, medida não ajuda a combater inflação baixa

Reuters

O Banco Central Europeu (BCE) deixou sua principal taxa de juros na mínima histórica de 0,25% nesta quinta-feira (6), mantendo o curso mesmo diante de uma desconfortável inflação baixa, embora ainda possa adotar outras medidas para impulsionar a frágil recuperação da zona do euro.

Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu
Getty Images
Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu

A decisão quanto à taxa de juros era esperada pelos mercados, embora um terço de economistas em pesquisa da Reuters esperasse um corte.

O BCE também manteve a taxa de depósito que paga aos bancos por manter seu dinheiro de um dia para o outro em 0%, e a taxa de empréstimo em 0,75%.

"Isso não é uma surpresa", disse Richard Barwell, economista do RBS. "Haverá duas mensagens: primeiro, que as coisas vão eventualmente melhorar e portanto não precisamos agir hoje. Segundo, se as coisas piorarem no curto prazo nós com certeza agiremos", completou.

A atenção se volta agora para a entrevista do presidente do BCE, Mario Draghi, na qual ele ainda pode anunciar alguma medida para aliviar as condições de empréstimo.

Com a inflação na "zona de perigo" do BCE abaixo de 1% - em 0,8% na última leitura -, o banco tem discutido o encerramento de operações para drenar recursos do sistema financeiro, uma saída alternativa para aumentar a liquidez.

O BCE atualmente compensa o dinheiro que colocou no sistema através de títulos de governos que comprou no auge da crise da dívida do euro retirando um volume equivalente de recursos a cada semana.

Veja também: Correção do FGTS beneficia 45 milhões de trabalhadores e prejudica mutuários

O encerramento desta "esterilização" disponibilizará efetivamente cerca de € 175 bilhões (US$ 240 bilhões) ao sistema bancário.

Tal medida marcaria uma grande mudança de pensamento no BCE ao mostrar que o banco central está pronto para aumentar a oferta de dinheiro - um passo rumo ao "quantitative easing" (QE) ao estilo dos Estados Unidos, ou compra de ativos para injetar dinheiro no sistema.

Uma fonte do BCE prevê que haverá unanimidade para acabar com a esterilização de compras de títulos sob o Programa de Mercados de Títulos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.