Tamanho do texto

Índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, recuou 0,06%, a 1.343 pontos

Reuters

As ações europeias fecharam perto da estabilidade nesta quarta-feira (5), num momento em que os Estados Unidos e a Rússia planejam negociações para aliviar as tensões com a Ucrânia, enquanto as bolsas espanhola e italiana tiveram desempenho superior a seus pares devido a novos sinais de que suas economias estão ganhando fôlego.

Índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, recuou 0,06%, a 1.343 pontos
Getty Images
Índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, recuou 0,06%, a 1.343 pontos

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, recuou 0,06%, a 1.343 pontos.

O índice de blue-chips da zona do euro Euro STOXX 50 fechou com variação negativa de 0,01%, a 3.135 pontos, mas os mercados espanhol e italiano - classificados como "periferia" por muitos investidores, em comparação com o "centro" de Alemanha e França - tiveram performance melhor.

As bolsas de Milão e Madri subiram após os Índices Gerentes de Compras (PMIs, na sigla em inglês) para Itália e Espanha virem acima das expectativas e superarem a marca de 50, que separa crescimento de contração. O papel do terceiro maior banco da Itália, Monte dei Paschi di Siena, também saltou quase 20%.

Analistas dizem que especulação sobre novas medidas do Banco Central Europeu na quinta-feira para impulsionar a economia da região e afastar a ameaça de inflação ultra-baixa também amparou as ações europeias.

Veja também: Economia deve crescer 1,7% neste ano, preveem instituições financeiras

A gestora de fundos acionários europeus do Royal London Asset Management, Andrea Williams, apoiou ações italianas e espanholas como a operadora italiana de aeroportos e rodovias Atlantia, a operadora elétrica espanhola Red Electrica e o grupo petroleiro espanhol Repson. "Não temos muita exposição à periferia mas consigo ver que suas economias estão melhorando", disse ela.

Confira o desempenho das principais bolsas da Europa:

Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,71%, a 6.775 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX caiu 0,49%, para 9.542 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 0,11%, para 4.391 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,38%, para 20.756 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 avançou 0,87%, para 10.215 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,65%, para 7.417 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.