Tamanho do texto

Resultado foi influenciado por fraca balança comercial e remessas de lucros e dividendos

Reuters

O Brasil registrou déficit recorde de US$ 11,591 bilhões nas transações correntes (que abrangem a importação e a exportação de bens e serviços e as transações unilaterais do Brasil com o exterior) de janeiro, influenciado sobretudo pela fraca balança comercial e pelas remessas de lucros e dividendos, número que não foi coberto pelos investimentos produtivos vindos de fora e que sinaliza a deterioração das contas externas do País.

No acumulado em 12 meses encerrados no mês passado, o rombo na conta corrente do país ficou em 3,67% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central nesta sexta-feira (21).

Leia também: Brasil tem déficit recorde em transações de US$ 81,3 bilhões em 2013

Economistas já previam elevado saldo negativo nas transações correntes brasileiras, de US$ 11,7 bilhões.

O BC informou ainda que os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) no País somaram US$ 5,098 bilhões no mês passado, melhor do que o esperado -- US$ 4 bilhões -- mas insuficientes para cobrir integralmente o déficit em conta corrente em janeiro.

O déficit nas transações correntes veio com o déficit recorde de US$ 4,058 bilhões na balança comercial em janeiro.

As remessas de lucros e dividendos somaram US$ 2,499 bilhões em janeiro, ante US$ 2,068 bilhões em igual mês do ano passado. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas