Tamanho do texto

Ibovespa subiu 1,43%, aos 49.066 pontos, enquanto a Petrobras PN ganhou 2,75%

Após uma breve interrupção, a Bovespa voltou a operar e fechar em alta nesta quinta-feira (25), influenciada principalmente pela zeragem de posições vendidas em mercado futuro. O movimento acabou influenciando a alta do índice à vista, que também sentiu o efeito das compras em Petrobras.

-Veja também: dólar encerra em baixa discreta após pregão volátil

O Ibovespa terminou com valorização de 1,43%, aos 49.066,75 pontos, maior nível desde 18 de junho passado (49.464,94 pontos) e também a primeira vez este mês na marca dos 49 mil pontos.

Na mínima, registrou 48.007 pontos (+0,76%) e, na máxima, atingiu 49.123 pontos (+1,55%). No mês, acumula ganho de 3,39% e, no ano, perda de 19,5%. O giro financeiro totalizou R$ 5,998 bilhões. Os dados são preliminares.

Na mínima, o Ibovespa registrou 48.007 pontos (+0,76%) e, na máxima, atingiu 49.123 pontos (+1,55%)
Getty Images
Na mínima, o Ibovespa registrou 48.007 pontos (+0,76%) e, na máxima, atingiu 49.123 pontos (+1,55%)

Petrobras PN subiu 2,75%, influenciado por recomendação de compra pelo Credit Suisse. A ação ON da estatal também teve ganho, de 1,69%.

Vale e siderúrgicas subiram, apesar de a leitura preliminar do índice de atividade industrial (gerente de compras) da China, medido pelo HSBC, ter caído para o menor patamar em 11 meses, intensificando os temores sobre a economia do país.

Vale ON fechou em alta de 1,10% e PNA teve ganho de 0,69%. Outras valorizações de siderúrgicas: Gerdau PN (2,08%), Metalúrgica Gerdau PN (1,81%), Usiminas PNA (2,36%) e CSN ON (1,43%).

Segundo o chefe de pesquisa da Quantitas Asset Management, Marcel Kussaba, a zeragem de posições vendidas de estrangeiros em contrato futuro acabou influenciando o mercado à vista.

À tarde, no entanto, a Bovespa renovou as máximas, seguindo uma melhora em Nova York, depois que o colunista do Wall Street Journal e especialista em Fed, Jon Hilsenrath, afirmou que o Federal Reserve (banco central norte-americano) deve manter as compras mensais de US$ 85 bilhões em bônus na próxima reunião, nos dias 30 e 31 de julho, mas pode rever os gatilhos de desemprego e inflação.

O Dow Jones fechou com ligeira alta, de 0,09%, aos 15.555,61 pontos, o S&P subiu 0,26%, aos 1,690,25 pontos, e o Nasdaq teve ganho de 0,71%, aos 3.605,19 pontos, influenciado pelo balanço do Facebook.


    Leia tudo sobre: Bovespa

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.