Tamanho do texto

Após quatro altas seguidas, Ibovespa tem ganho semanal de 4,1%; no dia, índice cai 0,54%

Depois de subir nas quatro sessões anteriores, a Bovespa engatou uma realização de lucros nesta sexta-feira (19). A queda não impediu, porém, que a Bolsa brasileira tivesse a melhor semana do ano. Neste pregão, o recuo foi influenciado pelo sinal negativo das Bolsas internacionais. A blue chip Vale foi um dos destaques de pressão para baixo do índice.

-Veja também: dólar sobe 0,69% sobre o real, apesar de ação do Banco Central

O Ibovespa terminou com desvalorização de 0,54%, aos 47.400,23 pontos. Na mínima, registrou 47.163 pontos (-1,04%) e, na máxima, 47.650 pontos (-0,01%). No mês, acumula perda de 0,12% e, no ano, de 22,23%. O giro financeiro foi baixo, de R$ 4,366 bilhões, configurando o pior desempenho desde 27 de maio passado.

Na semana, o índice acumulou alta de 4,10%, melhor desempenho da Bolsa em 2013. Até então, a melhor semana do ano havia sido de 4 a 8 de março (+2,72%), que se sucedeu aos +2,58% da primeira semana do ano (2 a 4 de janeiro).

O giro financeiro foi baixo, de R$ 4,366 bilhões, configurando o pior desempenho desde 27 de maio passado
Getty Images
O giro financeiro foi baixo, de R$ 4,366 bilhões, configurando o pior desempenho desde 27 de maio passado

Profissionais de renda variável disseram que o cenário doméstico desestimula um posicionamento de longo prazo na Bovespa. Um deles comentou que a realização até demorou a acontecer nesta semana, embora tenha tido algumas ameaças —na véspera, o embolso de lucros ocorreu nas operações durante o dia.

O viés de queda veio do exterior, a partir da Ásia, onde as Bolsas caíram com preocupações sobre o crescimento da China e também temores sobre resultados corporativos mais fracos.

Nos EUA, balanços pressionaram negativamente, sobretudo o índice Nasdaq, em razão de números mais fracos de Google e Microsoft. O Dow Jones terminou com ligeira baixa, de 0,03%, aos 15.543,89 pontos, o S&P avançou 0,16%, aos 1.692,09 pontos (novo recorde), e o Nasdaq teve perda de 0,66%, aos 3.587,61 pontos.

Na Bovespa, Vale ON caiu 2,37% e PNA se desvalorizou 1,03%. A brasileira ainda sentiu os efeitos de notícia veiculada na imprensa nacional de que a Previ estaria estudando uma redução da Vale em seu portfólio, o que prejudicou sobretudo as ações ordinárias.

CSN ON fechou com alta de 0,17%. Gerdau PN, -0,80%, Metalúrgica Gerdau PN, -1,32%, Usiminas PNA, +0,40%.

Petrobras, por outro lado, teve comportamento melhor, sobretudo as ações ordinárias, com a expectativa dos investidores de que seu recente anúncio de mudança contábil melhore sua política de dividendos. O papel ON recuou 0,32% e o PN caiu 1,37%.

A lista de maiores quedas incluiu Eletropaulo PN (-6,48%), seguida por Transmissão Paulista PN (-3,30%) e Energias do Brasil ON (-3,26%).

As maiores altas do Ibovespa foram registradas por B2W ON (+14,06%), LLX ON (+8,86%) e Oi PN (+8,77%).

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas