Tamanho do texto

A bolsa de valores de Tóquio foi beneficiada pela firmeza do dólar e com a inflação na China indicando que o crescimento da maior economia da Ásia segue razoavelmente robusto

Agência Estado

A bolsa de valores de Tóquio fechou em forte alta nesta terça-feira (9), beneficiada pela firmeza do dólar e com o dado de inflação na China indicando que o crescimento da maior economia da Ásia segue razoavelmente robusto.

Leia também: Japão mostra sinais de recuperação, diz primeiro-ministro

O índice Nikkei subiu 363,56 pontos, ou 2,6%, encerrando a sessão em 14.472,90 pontos, depois de uma queda de 1,4% na véspera. Dos 33 subíndices do Nikkei, 32 subiram.

Apesar da volatilidade recente, o volume de negócios se manteve nos níveis das últimas sessões, com 2,8 bilhões de ações avaliadas en 2,36 trilhões de ienes trocando de mãos nesta terça-feira.

"O fato de a reação negativa ao rebaixamento do rating de crédito do SoftBank pela S&P ter durado apenas uma sessão ilustra a força do mercado", avaliou Tatsunori Kawai, estrategista-chefe da kabu.com Securities.

Na China, o índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 2,7% em junho em relação ao mesmo mês do ano passado, acima da alta de 2,1% em bases anualizadas em maio, segundo dados do Centro Nacional de Estatísticas.

O aumento na inflação chinesa ultrapassou a média de 2,5% de ganhos previstos pelos 18 economistas ouvidos pela Dow Jones. Em relação a maio, a inflação em junho permaneceu estável.

Entre os papéis de melhor desempenho estavam os de empresas com atuação no mercado chinês, como os da Komatsu e da Hitachi Construction Machinery, ambos com alta de 3,5%.

No lado negativo, as ações da Olympus caíram 5,4% depois de a empresa ter anunciado uma nova oferta pública de US$ 1,17 bilhão depois do fechamento do mercado na segunda-feira.

As informações são da Dow Jones Newswires .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.