Tamanho do texto

Contrato mais negociado, para agosto, perdeu 0,98%, fechando a US$ 1.243,40 a onça-troy

Agência Estado

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em queda nesta terça-feira (2), após um indicador positivo sobre a indústria dos Estados Unidos, que elevou o apetite por risco e fez o metal precioso perder o apelo de "porto-seguro".

-Veja também: ações europeias caem e indicam mais fragilidade no curto prazo

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para agosto, perdeu US$ 12,30 (0,98%), fechando a US$ 1.243,40 a onça-troy. O metal também foi pressionado pela valorização do dólar, que o torna mais caro para compradores que usam outras moedas.

Metal também foi pressionado pela valorização do dólar, que o torna mais caro para compradores
Getty Images
Metal também foi pressionado pela valorização do dólar, que o torna mais caro para compradores

As encomendas à indústria de bens manufaturados dos EUA aumentaram 2,1% em maio ante abril, para US$ 485 bilhões.

Por outro lado, a atividade das companhias na área da cidade de Nova York se deteriorou fortemente em junho, com o índice local de condições empresariais recuando para o nível mais baixo desde maio de 2009, a 47.

Os investidores, no entanto, aguardam mesmo o relatório de emprego (payroll) de junho do país, que será publicado na sexta-feira (5) e deve ajudar a direcionar as apostas de quando o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) começará a desfazer a política de relaxamento quantitativo.

O presidente da regional de Nova York, William Dudley, disse nesta terça-feira (2) que o Fed ainda não está pronto para apertar a política monetária, apesar dos sinais de melhora na economia.

Os mercados financeiros também operam em compasso de espera antes dos anúncios dos Bancos Central Europeu (BCE) e da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), na quinta-feira ( 4), embora não haja expectativa de mudanças neste mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.