Tamanho do texto

O índice Xangai Composto subiu 1,5%, para 1.979,21 pontos

Agência Estado

Os mercados de ações da Ásia fecharam em alta nesta sexta-feira, uma vez que os investidores se mostraram menos preocupados com as políticas dos bancos centrais depois de comentários de autoridades do Federal Reserve na quinta-feira e uma amenização recente da crise de escassez de liquidez na China.

Homem come sanduíche enquanto passa em frente a painel da bolsa de Tóquio
AP Photo/Koji Sasahara
Homem come sanduíche enquanto passa em frente a painel da bolsa de Tóquio

Ontem, autoridades do Fed deixaram a entender que o banco central dos EUA não deve mudar significativamente o curso de sua política monetária no curto prazo. O presidente do Fed de Nova York, William Dudley, disse em uma coletiva de imprensa que "uma alta nas taxas de juros de curto prazo provavelmente está em um futuro distante".

As declarações levaram as bolsas de Nova York a fecharem em alta, o que pode ser refletido na Ásia. O índice Taiwan Weighted subiu 2,3%, para 8.062.21 pontos, e o índice Kospi, da Coreia do Sul, ganhou 1,6% e fechou aos 1.863,32 pontos. Tanto em Taipé quanto em Seul, a confiança dos investidores pode ser observada com uma participação maior de estrangeiros. O índice PSEi, da Bolsa de Manila, fechou em alta de 2,2% aos 6.465,28 pontos.

A ações chinesas também terminaram em alta, encerrando a série de sete sessões de perdas. Os pregões na China foram impulsionados por ganhos de incorporadoras imobiliárias e perspectivas de aumento de investimentos no setor.

O índice Xangai Composto subiu 1,5%, para 1.979,21 pontos. Na semana, o índice acumulou uma baixa de 4,53% e caiu 14% no mês. Junho marcou o maior declínio mensal desde a queda de 22% de agosto de 2009. O índice Shenzhen Composto subiu 0,77 pontos, para 887,68 pontos. Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 363,21 pontos, ou 1,8%, para 20.803,29 pontos.

Veja também: Ex-delinquente juvenil conta como se tornou empresário multimilionário

As ações avançaram na China após a divulgação de informações da mídia local sobre o mercado imobiliários. Segundo as reportagens, autoridades chinesas podem amenizar as restrições para angariação de fundos de incorporadas imobiliárias. As regras estão em vigor há mais de três anos e visam evitar que os preços dos imóveis subam de forma demasiadamente rápida.

Na Austrália, os papéis caíram levemente nesta sexta-feira, uma vez que ajustes de posição antes do fim do ano financeiro levaram a maioria dos setores do mercado para território negativo. O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, perdeu 0,2%, para 4.802,6 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.